Pular para o conteúdo principal

Passeios e Olhares


Foto tirada por mim em uma tarde de sábado
Gosto de passear olhando tudo como se fosse a primeira vez. 
Fico na janela do carro olhando para fora, lendo as mesmas placas e letreiros de lojas, contemplando as mesmas montanhas, flores na beira das calçadas, rios, pontes. Como se não tivesse olhado antes. 
Sei lá o porquê. Simplesmente gosto. Primeiro, distrai e limpa minha mente. Depois, tem o fator isolante nisso tudo. Se uma conversa entre as outras pessoas no carro, ônibus, o que for não agrada, sempre dá para refugiar-me observando a paisagem. 
E quando estou sozinha, também é relaxante. Colocar os fones de ouvido, caminhar seguindo o ritmo da música, observar o céu, os tons do início da manhã ou fim de tarde. Não importa se é o mesmo céu, a mesma rua, as mesmas pessoas. Tudo pode ser diferente mesmo parecendo igual. 
Já dizia Heráclito, que  não podemos nos banhar no mesmo rio duas vezes, pois aquelas águas não serão mais as mesmas, nem nós os mesmos. Tudo muda, mesmo que sejam mudanças pequeninas. O hoje exuberante pé de ipê amanhã já poderá estar menos florido. As orquídeas que anteontem estavam em botão hoje já desabrocharam. O mundo não se move e existe apenas quando há os grandes cataclismos ou a chuva que finalmente abençoou a terra, mas também e principalmente pelos pequenos movimentos que fazem girar a grande roda da vida. 
Flores em frente à minha casa, pertinho do portão. 
Enfim. Agora me preparo para ir novamente ao trabalho, pelo velho caminho já conhecido há anos. Mas que ainda observo. 


Comentários

  1. Que lindo ,Mari!

    Eu também gosto de olhar os caminhos por onde passo. Me distraio e por incrível que pareça ,sempre encontramos algo novo, ou um chamado de uma flor nova, algo que quer pra nos se mostrar!

    Ótimo dia!

    beijos, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Bom dia, Mari.
    Também gosto de olhar uma mesma coisa de várias formas, isso é interessante, porque a vida é cíclica, isso é bom, vez em quando assustador.
    Concordo inteiramente com sua postagem.
    Tenha um mês abençoado.
    Beijos na alma.

    ResponderExcluir
  3. Olá, querida Mari!
    Interessante como pensei nisto nestes dias pois passo sempre pelo mesmo lugar e sempre encontro novidade... que milagre divino!
    Linda postagem!
    Seja muito feliz e abençoda!
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
  4. Que linda reflexão querida Mari.
    Também adoro "viajar" pelas paisagens ao longo das estradas, e sempre fotografo várias vezes.
    Grande beijo e uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  5. Perfeita medida tem vc ao renovar o olhar sobre o conhecido, pois, residem nas pequenas mudanças belas novidades a comporem os arredores enfeitando novas horas.
    Tenho o mesmo hábito e aprecio-o muito.
    Bons passeios pra ti, Mari.
    Bjo,
    Calu

    ResponderExcluir
  6. O que quer e pode nosso olhar é sempre fantástico Marina e cada vez o olho vê o novo, o diferente, o nosso estado de espírito é preponderante em cada olhar.
    Prossiga seus caminhos com um olhar sempre atento, pois maravilhas estão à frente.
    Uma boa semana com paz e alegrias e belos olhares.

    ResponderExcluir
  7. Olhar, observar atentamente e várias vezes as mesmas paisagens é renovador, pois cada olhar é diferente, mesmo nos mesmos cenários, mas existe uma diferença que o novo olhar capta.
    Beijos!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Devaneie você também!

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha: Marcelo, Marmelo, Martelo e outras histórias, de Ruth Rocha

O exemplar que tenho em casa, velhinho mas em bom estado Livro : Marcelo, Marmelo, Martelo e Outras Histórias Autora : Ruth Rocha Ilustrador : Adalberto Cornavaca Edição : 33ª Ano : 1976 Editora Salamandra Ruth Rocha é uma das minhas autoras preferidas, pela sua capacidade de criar histórias infantis que levam à reflexão e de tocar em temas dito espinhosos.  Já falei sobre este assunto em uma resenha de outro livro, O Que Os Olhos Não Vêem , aqui mesmo neste blog. Para quem não está associando o nome à pessoa, ela é autora também de O Reizinho Mandão , Dois idiotas sentados cada qual no seu barril , Sapo Vira Rei Vira Sapo,   entre outros. Neste livro, Ruth Rocha conta três histórias, protagonizadas por crianças que vivem no espaço urbano. São situações do cotidiano,que estas crianças resolvem a seu modo, aprendendo e crescendo com os desafios a elas impostos.    -------------------------------- E m Marcelo, Marmelo, Martelo, história que dá título

1 Imagem, 140 Caracteres #441

 Uma semana se passou e ainda há reflexos da Páscoa no ar...  Tudo bem aí com vocês? Espero que sim! Preparei a postagem mas a internet me passou a perna e agora que dei a volta nela (ahhaha) aqui estamos de novo!  Como já está tarde, arrumei o texto para ficar mais enxuto. Vamos para nossa imagem da semana? Imagem obtida no site Carta Capital Descrição: a imagem mostra um casal de idosos, de costas, caminhando sobre uma passarela de cimento em uma área arborizada . À esquerda vê-se parte de um banco. O homem veste uma camisa azul clara e calças jeans e está de mãos dadas com a mulher, que usa saia marrom e uma blusa de frio branca e meias brancas e longas.  Ambos tem cabelos brancos e curtos.  .................................................................................................. A praça mudou, a cidade ao redor também. Mas você continua aqui ao meu lado. Isso é o que importa no final das contas.  .............................................................................

1 Imagem, 140 Caracteres # 443

Boa noite!!! Passei a semana gripada, o que significa que olhar para uma tela de computador era bem complicado. Tanto que tenho até trabalho atrasado por conta disso. Mas enfim, vamos ao que interessa: a sexta-feira está quase acabando e ainda dá tempo para a nossa blogagem semanal acontecer!  Então, vamos lá? Imagem extraída do DepositPhotos Descrição: um menino branco, de costas.Ele cabelos curtos e loiros. Está usando uma camiseta azul, uma bermuda preta e calçando tênis. Ele está sentado em um ambiente escuro observando um grande  aquário com peixes ornamentais grandes, cor-de-rosa fraco. Me perdi da minha turma... Melhor esperar aqui. Enquanto isso, me acalmo com a sensação de estar no fundo do mar! Bom final de semana!