Pular para o conteúdo principal

O cotidiano de quem está de saco cheio

 Acordar.

Tomar café.

Ir trabalhar. 

Ouvir as primeiras notícias do dia.

Passar raiva.

Ouvir conversas negacionistas em plena metade de 2021. 

Respirar fundo.

Trabalhar e esquecer um pouco.

Cair na tentação de abrir uma ou outra página na internet durante  a pausa no  trabalho. 

Passar um pouco mais de raiva. 

Responder perguntas. Esclarecer. Aprender um pouco mais. 

Não ter para quem divulgar a verdade, pois se vê em meio a pessoas alienadas. Mas tentar mesmo assim. 

Almoçar. Ler qualquer coisa. Voltar ao trabalho.

Passar a tarde tentando dar o seu melhor. 

Terminar a tarde querendo descansar e pensando qual será a má-nova do dia seguinte. 

Colocar algum filme ou série pra alienar a cabeça um pouco e ir dormir mais leve, para começar tudo de novo amanhã. 


Tá complicado ser brasileira nesse 2021.

Comentários

  1. Olá Marina!
    Tá complicado sim, mas acho que não é só aqui no Brasil. Tá complicado viver nesse mundo pandêmico. Muita angústia e ansiedade pra piorar o dia a dia de quem tem que sair para trabalhar e de quem trabalha em home office. Infelizmente estamos todos atravessando um deserto de amarguras. Vamos torcer para que a vida volte ao normal. Normal? Que normal? Não sei.
    Bjs.
    Marli

    ResponderExcluir
  2. Mari, dá pra entender teu desabafo. A rotina é danada e o pior é ver os noticiários que só nos causam dores. Melhor nem ver! Que brevemente possamos retomar a normalidade boa da vida, precisamos! beijos,fica bem, chica

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Mari,
    A rotina normal já nos tira do sério, mas com os problemas acrescidos dos tempos que estamos a passar é tudo muito difícil.
    Só nos resta ter esperança e acreditar que tudo possa melhorar para, enfim, podermos relaxar.
    Um beijinho e bom fim de smena.
    Ailime

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde de domingo, querida amiga Mari!
    Fico impressionada como o tempo de uma quarentena se transformou em mais de um ano e quase quatro meses. Uma loucura total.
    Sabe, amiga, criei um blog para um livro que só falta publicar, para registrar tudo que vivi na Pandemia.
    Deixo como sugestão de leitura. Ponho post diário pois almejo terminar de pôr tudo no término da Pandemia que desejo ser breve e não ultrapasse 2021.
    Sua rotina é um pouco do retrato da monotonia que quer nos atingir.
    https://fortalezainterior3.blogspot.com/
    Tenha uma nova semana abençoada!
    Beijinhos carinhosos e fraternos de paz e bem

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Devaneie você também!

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha: Marcelo, Marmelo, Martelo e outras histórias, de Ruth Rocha

O exemplar que tenho em casa, velhinho mas em bom estado Livro : Marcelo, Marmelo, Martelo e Outras Histórias Autora : Ruth Rocha Ilustrador : Adalberto Cornavaca Edição : 33ª Ano : 1976 Editora Salamandra Ruth Rocha é uma das minhas autoras preferidas, pela sua capacidade de criar histórias infantis que levam à reflexão e de tocar em temas dito espinhosos.  Já falei sobre este assunto em uma resenha de outro livro, O Que Os Olhos Não Vêem , aqui mesmo neste blog. Para quem não está associando o nome à pessoa, ela é autora também de O Reizinho Mandão , Dois idiotas sentados cada qual no seu barril , Sapo Vira Rei Vira Sapo,   entre outros. Neste livro, Ruth Rocha conta três histórias, protagonizadas por crianças que vivem no espaço urbano. São situações do cotidiano,que estas crianças resolvem a seu modo, aprendendo e crescendo com os desafios a elas impostos.    -------------------------------- E m Marcelo, Marmelo, Martelo, história que dá título

1 Imagem, 140 Caracteres #441

 Uma semana se passou e ainda há reflexos da Páscoa no ar...  Tudo bem aí com vocês? Espero que sim! Preparei a postagem mas a internet me passou a perna e agora que dei a volta nela (ahhaha) aqui estamos de novo!  Como já está tarde, arrumei o texto para ficar mais enxuto. Vamos para nossa imagem da semana? Imagem obtida no site Carta Capital Descrição: a imagem mostra um casal de idosos, de costas, caminhando sobre uma passarela de cimento em uma área arborizada . À esquerda vê-se parte de um banco. O homem veste uma camisa azul clara e calças jeans e está de mãos dadas com a mulher, que usa saia marrom e uma blusa de frio branca e meias brancas e longas.  Ambos tem cabelos brancos e curtos.  .................................................................................................. A praça mudou, a cidade ao redor também. Mas você continua aqui ao meu lado. Isso é o que importa no final das contas.  .............................................................................

1 Imagem, 140 Caracteres # 443

Boa noite!!! Passei a semana gripada, o que significa que olhar para uma tela de computador era bem complicado. Tanto que tenho até trabalho atrasado por conta disso. Mas enfim, vamos ao que interessa: a sexta-feira está quase acabando e ainda dá tempo para a nossa blogagem semanal acontecer!  Então, vamos lá? Imagem extraída do DepositPhotos Descrição: um menino branco, de costas.Ele cabelos curtos e loiros. Está usando uma camiseta azul, uma bermuda preta e calçando tênis. Ele está sentado em um ambiente escuro observando um grande  aquário com peixes ornamentais grandes, cor-de-rosa fraco. Me perdi da minha turma... Melhor esperar aqui. Enquanto isso, me acalmo com a sensação de estar no fundo do mar! Bom final de semana!