Pular para o conteúdo principal

1 Imagem, 140 caracteres # 12



Sem pressa de ir para casa, deixo a chuva me lavar, me purificar. A água escorre em meu corpo e sinto-me feliz.



(Ah, tem postagem nova no Devaneios em Série, quem estiver acompanhando, confira)

Comentários

  1. Olá, querida Mari
    Quando o momento é bom, a gente se deixa demorar nele...
    Seja abençoada e feliz!!!
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
  2. Mari:
    Adorei a leveza que sua fase transmite.
    Bela participação.
    Bjs.:
    Sil

    ResponderExcluir
  3. Sensação de pureza, alma lavada que resplandece toda a iluminação dos sentimentos.
    Linda interpretação,Mari.
    Bjo,
    Calu

    ResponderExcluir
  4. A água faz bem,...Linda! beijos,chica

    ResponderExcluir
  5. Oi Mari, bom dia!

    Sua interpretação expressa o conhecimento interior no sentido de purgar aquilo que atrapalha nossa vida.

    O elemento ÁGUA - simboliza uma corredeira que leva embora nossas aflições e a chuva é benção, é limpeza, é catarse.

    Você arejou sua alma através da pele que absorveu purificando-a internamente.

    Gostei imenso do que você enxergou dentro dessa imagem.
    bacios bella
    parabéns por tua participação.

    até breve!
    :)

    ResponderExcluir
  6. Realmente a água nos ajuda a lavar a alma. Eu adoro.
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Oi Mari
    Parabéns por sua participação. Vc sempre vê o lado bom da foto! Penso em vc como uma pessoa otimista.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  8. Mari, nem preciso dizer que suas interpretações são sempre criativas e passam ou bom humor, ou algo positivo, que talvez tenhamos dificuldades de enxergar na imagem.
    Quanto ao seu blogue, passei a segui-lo.
    Percebo que o tempo de todos na blogosfera parece corrido e as séries virtuais parecem estar sendo deixadas um pouco de lado, ou, talvez seja somente impressão minha. Eu estou muito lento em postar o Ironia também.
    Já acompanhava esta série aqui e ficava meio confuso por estar misturada a outros posts, portanto, achei boa a ideia de haver um blogue separado para ela.
    Apenas um toque: aumente o número da fonte, há pessoas que não leem blogues com fontes muito pequenas por problemas de visão. Não é o meu caso, ainda bem a minha é perfeita, porém, no início dos Lisérgicos o Victor me deu este toque, isto porque eu usava Courier New 12!
    Abraço e boa quarta.

    ResponderExcluir
  9. Olá Mari
    Perfeita participação, como você enxerguei uma purificação nesta chuva, parabéns pela interpretação da imagem.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  10. Eu adoro conferir a participação de vocês.. porque a cada blog que entro me deparo com frases super marcantes..
    Que traduzem a figura de uma forma linda...
    Uma mesma figura e visões tão diferentes..

    Um super beijo e uma tarde linda.. linda..

    ResponderExcluir
  11. Oi, Mari. Associamos a chuva a uma limpeza, não corporal, mas da alma. Também acho assim. E, pra ficar na chuva, sentindo a água penetrar fundo, como se atravessasse a pele, é preciso muita decisão.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  12. As vezes uma chuvinha é bom né?
    Eu durante muito tempo, não tive carro, e só tive moto, por isso, acho que já tomei incontaveis milhões de quadrilhões de chuvas, hahahahahahaha, tanto que esses dias estava chovendo e eu não aguentei e fui andar de bicicleta na chuva pra matar a saudade!
    Mas tem gente que não gosta, porque estraga a chapinha, hahahahahahaha, mas como eu sou careca... Adoro a chuva!

    Um beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahahha...boa, André!
      Eu também já andei muito de moto, aliás, ainda uso motocicleta porém com menos frequência.
      Adoro ver a chuva, sentir, ouvir..
      Valeu a visita no meu cantinho!

      Excluir

Postar um comentário

Devaneie você também!

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha: Marcelo, Marmelo, Martelo e outras histórias, de Ruth Rocha

O exemplar que tenho em casa, velhinho mas em bom estado Livro : Marcelo, Marmelo, Martelo e Outras Histórias Autora : Ruth Rocha Ilustrador : Adalberto Cornavaca Edição : 33ª Ano : 1976 Editora Salamandra Ruth Rocha é uma das minhas autoras preferidas, pela sua capacidade de criar histórias infantis que levam à reflexão e de tocar em temas dito espinhosos.  Já falei sobre este assunto em uma resenha de outro livro, O Que Os Olhos Não Vêem , aqui mesmo neste blog. Para quem não está associando o nome à pessoa, ela é autora também de O Reizinho Mandão , Dois idiotas sentados cada qual no seu barril , Sapo Vira Rei Vira Sapo,   entre outros. Neste livro, Ruth Rocha conta três histórias, protagonizadas por crianças que vivem no espaço urbano. São situações do cotidiano,que estas crianças resolvem a seu modo, aprendendo e crescendo com os desafios a elas impostos.    -------------------------------- E m Marcelo, Marmelo, Martelo, história que dá título

1 Imagem, 140 Caracteres #441

 Uma semana se passou e ainda há reflexos da Páscoa no ar...  Tudo bem aí com vocês? Espero que sim! Preparei a postagem mas a internet me passou a perna e agora que dei a volta nela (ahhaha) aqui estamos de novo!  Como já está tarde, arrumei o texto para ficar mais enxuto. Vamos para nossa imagem da semana? Imagem obtida no site Carta Capital Descrição: a imagem mostra um casal de idosos, de costas, caminhando sobre uma passarela de cimento em uma área arborizada . À esquerda vê-se parte de um banco. O homem veste uma camisa azul clara e calças jeans e está de mãos dadas com a mulher, que usa saia marrom e uma blusa de frio branca e meias brancas e longas.  Ambos tem cabelos brancos e curtos.  .................................................................................................. A praça mudou, a cidade ao redor também. Mas você continua aqui ao meu lado. Isso é o que importa no final das contas.  .............................................................................

1 Imagem, 140 Caracteres # 443

Boa noite!!! Passei a semana gripada, o que significa que olhar para uma tela de computador era bem complicado. Tanto que tenho até trabalho atrasado por conta disso. Mas enfim, vamos ao que interessa: a sexta-feira está quase acabando e ainda dá tempo para a nossa blogagem semanal acontecer!  Então, vamos lá? Imagem extraída do DepositPhotos Descrição: um menino branco, de costas.Ele cabelos curtos e loiros. Está usando uma camiseta azul, uma bermuda preta e calçando tênis. Ele está sentado em um ambiente escuro observando um grande  aquário com peixes ornamentais grandes, cor-de-rosa fraco. Me perdi da minha turma... Melhor esperar aqui. Enquanto isso, me acalmo com a sensação de estar no fundo do mar! Bom final de semana!