Pular para o conteúdo principal

Várias Facetas, Várias Vidas - 4ª Parte (III)



 SUZANA

   Hoje está um belo dia de sol. Acordo com meu diário do lado, aberto ainda, mostrando-me como um lembrete – ou ameça? As anotações que fiz ontem, e que ainda ecoam na mente. 

    Levanto mais cedo, decidida a encarar o dia de outra forma. Pego meu crachá e tomo o café da manhã tranquilamente, antes que minha mãe acorde e comece sua infindável ladainha de queixas contra o mundo todo. 
   Termino meu café, minha mãe levanta e me despeço dela com um beijo, coisa que não faço há tempo. Apesar dos pesares, é minha mãe e devo a vida a ela.
Pego a bicicleta e saio apreciando o caminho, em vez de ir sonolenta e reclamando.

   Cumprimento a todos no trabalho, ligo o computador e vejo o que ficou pendente. Vou tentar ver o lado bom das coisas hoje, pois preciso descobrir se estou mesmo cansada deste trabalho ou se é apenas uma fase negativa. 
A imagem de meu diário ainda está em minha mente. 
Algumas mensagens no meu celular, de pessoas do grupo de jovens pedindo por onde eu ando... respondo rapidamente que estou precisando de um tempo para mim, e envio a todos. 
E hoje não vou reclamar da vida, está decidido! 
Hoje fazem cinco anos que comecei a perceber que algo estava fora de lugar na minha vida, e tentei tapar a verdade. Agora, vou em busca da minha verdade. Quero viver em plenitude.

-  Suzana! 
A voz do chefe. 
- Bom dia!
- Bom dia, Suzana, que surpresa você me cumprimentando com esse rosto alegre! 
- Estou feliz de estar aqui.
- Ainda bem... estava mesmo querendo falar com você sobre isso... estavas com uma aparência tão amuada há algum tempo já, e estava preocupado... principalmente porque você sabe como as pessoas dificilmente mudam uma primeira impressão... e alguns clientes estavam visivelmente chateados...
- Eu compreendo, mas não vai mais acontecer. 
- Então nossa Suzana está de volta?
- Sim! (penso internamente: não sei por quanto tempo)
-Ótimo, então este dia de hoje será sua chance! Não desperdice, garota, sei que você tem potencial! 
- Obrigada.... 

Ele vira as costas e volta para sua sala. Por um momento penso: "fácil falar".. mas logo me recrimino: não tenho problemas insolúveis, e ninguém tem culpa se passei tanto tempo descontente comigo mesma. 
Uma nova cliente chega, passos inseguros. Vamos lá, Suzana, sorria.
- Bom dia, em que posso ajudar?


continua....

Comentários

  1. Barbie, ops! Mari!
    Muito interessante essa reviravolta na tua personagem e fiquei pensando o que foi que aconteceu, e você fez uma narrativa perfeita, pois dosou um certo suspense nos pensamentos com o fato de ser interrompida pelo chefe, fazendo uma quebra narrativa, mas mantendo o suspense, e fiquei curiosa hehe
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. E que gostoso é ler vc!

    ResponderExcluir
  3. Tomara que Suzana consiga. Por vezes é tão difícil deixar o passado para trás. Se realmente fosse só força de vontade seria mais fácil, o problema é quando o passado não larga da gente...
    Mas estou torcendo para que com ela tudo seja realmente diferente.
    Ansiosa para ler a continuação.

    http://senhoritamoca.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. É preciso mesmo fazer um esforço para encarar tudo com mais otimismo. A Suzana vai conseguir!
    Obrigada pela visita e pelo comentário no meu blog, passe lá sempre! Bjs

    ResponderExcluir
  5. Olá, Marina.
    Bom saber que Suzana finalmente resolveu troar a página.
    Acho que todos nós passamos por momentos assim, onde tudo parece dar errado e nada tem sentido, e sair dessa é uma escolha somente e apenas nossa.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  6. Olá!Bom dia!
    Tudo bem?
    Marina...!Tomara que além da força de vontade,Suzana, realmente se conscientize...e parta para as "mudanças"...
    aguardaremos....
    ah...votei na enquete acima,vi as dicas da semana...
    Boa sexta feira!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Não sei como acontece estas mudanças espontâneas que ocorreu em sua personagem, em verdade, sou meio cético a isto. Cinco anos não se modifica em poucas horas e meu palpite e de que ela desmoronará em pouco tempo. Mudanças reais ocorrem gradualmente e não da noite para o dia.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Devaneie você também!

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha: Marcelo, Marmelo, Martelo e outras histórias, de Ruth Rocha

O exemplar que tenho em casa, velhinho mas em bom estado Livro : Marcelo, Marmelo, Martelo e Outras Histórias Autora : Ruth Rocha Ilustrador : Adalberto Cornavaca Edição : 33ª Ano : 1976 Editora Salamandra Ruth Rocha é uma das minhas autoras preferidas, pela sua capacidade de criar histórias infantis que levam à reflexão e de tocar em temas dito espinhosos.  Já falei sobre este assunto em uma resenha de outro livro, O Que Os Olhos Não Vêem , aqui mesmo neste blog. Para quem não está associando o nome à pessoa, ela é autora também de O Reizinho Mandão , Dois idiotas sentados cada qual no seu barril , Sapo Vira Rei Vira Sapo,   entre outros. Neste livro, Ruth Rocha conta três histórias, protagonizadas por crianças que vivem no espaço urbano. São situações do cotidiano,que estas crianças resolvem a seu modo, aprendendo e crescendo com os desafios a elas impostos.    -------------------------------- E m Marcelo, Marmelo, Martelo, história que dá título

1 Imagem, 140 Caracteres #441

 Uma semana se passou e ainda há reflexos da Páscoa no ar...  Tudo bem aí com vocês? Espero que sim! Preparei a postagem mas a internet me passou a perna e agora que dei a volta nela (ahhaha) aqui estamos de novo!  Como já está tarde, arrumei o texto para ficar mais enxuto. Vamos para nossa imagem da semana? Imagem obtida no site Carta Capital Descrição: a imagem mostra um casal de idosos, de costas, caminhando sobre uma passarela de cimento em uma área arborizada . À esquerda vê-se parte de um banco. O homem veste uma camisa azul clara e calças jeans e está de mãos dadas com a mulher, que usa saia marrom e uma blusa de frio branca e meias brancas e longas.  Ambos tem cabelos brancos e curtos.  .................................................................................................. A praça mudou, a cidade ao redor também. Mas você continua aqui ao meu lado. Isso é o que importa no final das contas.  .............................................................................

1 Imagem, 140 Caracteres # 443

Boa noite!!! Passei a semana gripada, o que significa que olhar para uma tela de computador era bem complicado. Tanto que tenho até trabalho atrasado por conta disso. Mas enfim, vamos ao que interessa: a sexta-feira está quase acabando e ainda dá tempo para a nossa blogagem semanal acontecer!  Então, vamos lá? Imagem extraída do DepositPhotos Descrição: um menino branco, de costas.Ele cabelos curtos e loiros. Está usando uma camiseta azul, uma bermuda preta e calçando tênis. Ele está sentado em um ambiente escuro observando um grande  aquário com peixes ornamentais grandes, cor-de-rosa fraco. Me perdi da minha turma... Melhor esperar aqui. Enquanto isso, me acalmo com a sensação de estar no fundo do mar! Bom final de semana!