Pular para o conteúdo principal

Várias Facetas, Várias Vidas - 5ª Parte (II)


VICTOR

Tomo um banho, tirando de mim o suor depois do pesadelo. Mas a água não é o bastante para afastar as lembranças. Fecho os olhos e as cenas do pesadelo, as cenas de cinco anos atrás, formam-se novamente. Como gostaria de me livrar deste pesadelo! Viver nas festas, usar o ecstasy, rolar o baseado... noites inconsequentes... nada, nada diminui a dor, nada adianta!
Urro, batendo a mão na parede do banheiro,sentindo a água escorrer em meu corpo marcado. Maldição!!!
Por força do hábito, visto qualquer coisa e sento na escadaria de costume.
Um dia ensolarado, com pássaros cantando em um parque por aí perto. Já fiquei algumas vezes dividindo minha fatia de pão amanhecido com os pombos. Mas hoje apenas observo.
Vander deixou de me visitar a algum tempo, não o culpo – me fechei tanto em mim que não deixei uma porta aberta para que nossa amizade perdurasse
A angústia é tão grande.. saio da escadaria, vou andando pela calçada, sem destino. As lágrimas embaçam minha visão. Vejo as pessoas que passam por mim na calçada com expressões que vão da surpresa ao escárnio. Há muito tempo estão acostumadas a me ver vagando, mas nunca me viram desta forma. Deixei de ser invisível.
Estou aparecendo fora do casulo, deixando a tristeza aparecer.
Sento-me em um canto da calçada e finalmente choro. Dane-se esta história de que homem não chora, dane-se o mundo, danem-se as pessoas passando na calçada e me xingando, por que não podem ir tranquilamente ao trabalho, à diversão, às suas vidas fúteis.
Choro e quero mais que tudo se exploda, e eu junto, pois só assim consigo acabar com o sofrimento de uma vez!
- Moço... está tudo bem?
Tem alguém falando comigo?
- Desculpe a pergunta boba... mas.. posso te ajudar? Fazer algo por você?
Tem realmente alguém falando comigo! Levanto lentamente a cabeça....

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha: Marcelo, Marmelo, Martelo e outras histórias, de Ruth Rocha

O exemplar que tenho em casa, velhinho mas em bom estado Livro : Marcelo, Marmelo, Martelo e Outras Histórias Autora : Ruth Rocha Ilustrador : Adalberto Cornavaca Edição : 33ª Ano : 1976 Editora Salamandra Ruth Rocha é uma das minhas autoras preferidas, pela sua capacidade de criar histórias infantis que levam à reflexão e de tocar em temas dito espinhosos.  Já falei sobre este assunto em uma resenha de outro livro, O Que Os Olhos Não Vêem , aqui mesmo neste blog. Para quem não está associando o nome à pessoa, ela é autora também de O Reizinho Mandão , Dois idiotas sentados cada qual no seu barril , Sapo Vira Rei Vira Sapo,   entre outros. Neste livro, Ruth Rocha conta três histórias, protagonizadas por crianças que vivem no espaço urbano. São situações do cotidiano,que estas crianças resolvem a seu modo, aprendendo e crescendo com os desafios a elas impostos.    -------------------------------- E m Marcelo, Marmelo, Martelo, história que dá título

1 Imagem, 140 Caracteres #441

 Uma semana se passou e ainda há reflexos da Páscoa no ar...  Tudo bem aí com vocês? Espero que sim! Preparei a postagem mas a internet me passou a perna e agora que dei a volta nela (ahhaha) aqui estamos de novo!  Como já está tarde, arrumei o texto para ficar mais enxuto. Vamos para nossa imagem da semana? Imagem obtida no site Carta Capital Descrição: a imagem mostra um casal de idosos, de costas, caminhando sobre uma passarela de cimento em uma área arborizada . À esquerda vê-se parte de um banco. O homem veste uma camisa azul clara e calças jeans e está de mãos dadas com a mulher, que usa saia marrom e uma blusa de frio branca e meias brancas e longas.  Ambos tem cabelos brancos e curtos.  .................................................................................................. A praça mudou, a cidade ao redor também. Mas você continua aqui ao meu lado. Isso é o que importa no final das contas.  .............................................................................

1 Imagem, 140 Caracteres # 443

Boa noite!!! Passei a semana gripada, o que significa que olhar para uma tela de computador era bem complicado. Tanto que tenho até trabalho atrasado por conta disso. Mas enfim, vamos ao que interessa: a sexta-feira está quase acabando e ainda dá tempo para a nossa blogagem semanal acontecer!  Então, vamos lá? Imagem extraída do DepositPhotos Descrição: um menino branco, de costas.Ele cabelos curtos e loiros. Está usando uma camiseta azul, uma bermuda preta e calçando tênis. Ele está sentado em um ambiente escuro observando um grande  aquário com peixes ornamentais grandes, cor-de-rosa fraco. Me perdi da minha turma... Melhor esperar aqui. Enquanto isso, me acalmo com a sensação de estar no fundo do mar! Bom final de semana!