Pesquisar este blog

30 de jun. de 2013

25 de jun. de 2013

1 Imagem, 140 caracteres # 12



Sem pressa de ir para casa, deixo a chuva me lavar, me purificar. A água escorre em meu corpo e sinto-me feliz.



(Ah, tem postagem nova no Devaneios em Série, quem estiver acompanhando, confira)

18 de jun. de 2013

Palavras malditas




As palavras que tenho hoje
A caneta não quer escrever
O lápis se recusa a fazer
O papel não aceita.
Pego novamente a caneta, 
O papel se esquiva
O lápis quebra
A caneta rola e some de minha vista
O papel rasga
O que pode ter de tão ruim 
No desejo de escrever essas palavras?
Por que hoje elas ficam presas?
Por que nem o papel, que tudo aceita, 
Quer ser ninho destas palavras malditas?
Que terríveis sementes podem surgir 
Destas palavras ao qual o abrigo é negado?
Que consequências poderão ter 
Estas palavras que ninguém quer?
 Por que não podem sair? 


12 de jun. de 2013

Carta para Julieta

Esta postagem faz parte de uma blogagem coletiva promovida pelo blog Escritos Lisérgicos.(clique para ver a lista dos blogs participantes)




Julieta, 

        Já faz tanto tempo que conhecemos você, gerações ouviram sua história e a repetiram até você se tornar quase um inconsciente coletivo. Então, não comecei esta carta com nenhum pronome de tratamento. Não há senhora, senhorita, madame, em personagens tão consagrados. Fica Julieta mesmo, e pronto. 

         Não escrevo para desabafar, tampouco para pedir conselhos.Escrevo para te dizer que vivo no século XXI e não precisei sofrer para ficar ao lado do meu Romeu, o que não significa que não houve problemas. 
Pelo contrário, namorar, noivar e casar foi a parte mais fácil e tranquila do processo. 

        Quero te dizer, querida Julieta, que consegui o que você, por causa de problemas familiares e mal-entendidos, não conseguiu: o pós-casamento. 
     Julieta, você já pensou em como teria sido sua vida se você e o Romeu tivessem conseguido reconciliar as famílias, casar com a aprovação de todos,  morar juntos, ter filhos...? Você tendo de cuidar da casa, deixando tudo organizado? E o Romeu iria ajudar você a sustentar a família, como? 

       Ah, é verdade, vocês eram adolescentes. Esqueça esta parte. Sei, no seu tempo os adolescentes já se casavam. Ainda bem que nasci no século XX - aliás, 20, vou escrever em algarismos arábicos de agora em diante. E pude me casar com quem quis e com a idade que achei melhor. 
        Julieta, escrevo para você por um motivo que nem sei qual. Você é um personagem de ficção e não vai me ler. Mas sei que há pessoas que leem as cartas que são escritas para você, todo ano. E quem sabe uma delas não precise ler algo assim. Mas em respeito à tradição, continuo escrevendo como se estivesse falando com você. Julieta. 
 
      Mas voltemos ao que eu escrevia antes de começar a divagar e deixar esta carta mais comprida do que planejei: Como seria o pós-casamento? Você e Romeu conheceram-se e se apaixonaram no mesmo dia, casando em segredo no dia seguinte. Vocês tiveram tempo de pensar se tolerariam os defeitos um do outro? Bem, era casar em segredo com Romeu ou casar obrigada com Páris, que também não era tão conhecido assim. Melhor casar com quem pelo menos nos agradou à primeira vista, não é? 
        Sabe, Julieta, o maior desafio, a maior batalha, é depois que a gente casa, depois que a festa acaba e a gente se vê em uma casa nova, com uma vida diferente começando.Ei, não procure a espada nem um garboso cavalheiro para isso, não é desse tipo de luta que estou falando. 
Falo do cumprimento dos votos: "ser fiel ,amar, respeitar na alegria e tristeza, saúde e doença, por todos os dias da vida" em casal. Julieta querida, você não teve a oportunidade de amadurecer seu sentimento por Romeu, convivendo com ele,vendo-o de mau humor às vezes, tendo de administrar um lar. Oh, você é da aristocracia, provavelmente teria empregados. Mas teria de cuidar da casa mesmo assim. E teria de dar atenção ao Romeu, que nem sempre estaria a fim de carinho e beijos. 

    Posso te dizer que tenho o meu Romeu, que vivi uma paixão maravilhosa no tempo de namoro e estou vivendo uma história muito bonita agora, no casamento. Não sei se para você também teria sido bom. Cada caso é um caso. 
Sei que escrevo hoje para dizer que o amor verdadeiro existe, e que não se desvanece ao primeiro percalço. Que não é necessário tomar veneno achando que supostamente alguém nos deixou, ou apunhalar-se pelo fato de um amor ter nos deixado, partido antes da gente. Que devemos fazer exatamente o contrário: evitar o envenenamento e procurar compreender o que está acontecendo e apurar os fatos; jogar fora o punhal, não nos maltratar por algo que deu errado e seguir em frente. Que uma paixão é impulsiva, mas o amor dá espaço para reflexão; que a paixão cega, o amor faz enxergar. A paixão entorpece e acelera o coração. O amor acalma e devolve o ar, ou nos faz lembrar que ele existe. E que, apesar de não conviver com o receio de ser sequestrada ou casada à força, como na sua época, nem com o temor que meu esposo encontre pela estrada algum desafeto que queira duelar com ele e por isso não o veja com vida ao final do dia, os tempos de hoje também são difíceis. 
         
Cada era tem suas feridas, suas dificuldades, suas angústias. Mas o amor.. ah, o amor. Cantado em prosa e verso desde a antiguidade..este sempre tem e terá lugar no mundo, enquanto houverem seres humanos. E você, em nome dele, ajudou a encravar o desejo de romantismo no inconsciente coletivo da humanidade. 

Saudações, 
Marina B.
12 de junho de 2013

10 de jun. de 2013

Dicas da Semana # 47

Buenas, de novo!

Dessa vez, começamos a semana com blogs chamados "de opinião". Blogs em que as pessoas expressam como veem o mundo, a sociedade, enfim, as incongruências, dores e delícias de se viver neste mundo.

Sem mais delongas, vamos a eles:






   O blog está no ar desde maio de 2012 e trata de temas como comportamento, opinião, crescimento pessoal e outros, dentro desta temática. Lidiane Franqui expõe suas opiniões de forma objetiva e fácil de compreender,ela realmente "conversa" com o leitor em seus textos. Um exemplo está no post  " A gente colhe aquilo que planta" .
Publicou recentemente o livro “Ser feliz é possível”, pelo Clube de Autores. Este livro é composto por 30 crônicas motivacionais sobre a vida e a busca por felicidade.
  
Clique na imagem no inicio do post  ou no link abaixo e confira! 



-------------------------------------------------------------------------




         A dona do blog, segundo suas próprias palavras: " uma mulher que adora chocolate, animais, principalmente gatos e acima de tudo isso, Deus e meus filhos". 
       Seu jeito emotivo aparece bem nas opiniões que expressa em seus textos, escreve de forma apaixonada, como dá para conferir na crônica "E o Quico?"


       Jane também é caricaturista, ou seja, faz caricaturas por encomenda (no blog dela você poderá acessar a seção "Compre" e ter mais detalhes. 

Confira o blog, clicando aqui: 

http://www.artesdosanjos.com.br/ 


Até a próxima postagem ( estou preparando minha participação na blogagem coletiva do Escritos Lisérgicos: dia dos Namorados. Quem quiser saber mais, acesse o link  clicando aqui ou na lateral do blog). 

Bom início de semana!

7 de jun. de 2013

1 Imagem, 140 Caracteres # 10




Os excessos da balada cobram seus tributos. A cabeça dói, os olhos ardem. Mas não me arrependo, foi a melhor noite da minha vida!

3 de jun. de 2013

Dicas da Semana # 46 O Retorno, Finalmente!!!

Ehehe.. Sentiram saudades das  "Dicas da Semana?"

Estamos de volta com elas!!! Mais enxutas e menos enroladas (pelo menos vou tentar!)

Depois de um feriado prolongado para alguns, que tal uns vídeos legais para começar a semana bem-humorad@? 

Tá, eu prometi enrolar menos, então vamos lá..!!!

Gustavo Horn

https://www.youtube.com/channel/UCBGamHI_Q9Vy5sumfr6ADeA 


O rapaz manda muito bem! São vídeos muito criativos, em vários canais diferentes. fazendo parceria com o tio Guto Horn (veja dica abaixo). Faz muito sucesso, tanto criando roteiros malucos, quanto divulgando pontos de vista, fazendo comentários sobre videogames. Enfim, para conhecê-lo melhor, que tal ver seu último vídeo, Draw My Life? 





Guto Horn 

https://www.youtube.com/channel/UCAQnUDNG2P9kinfbHZv-s3A


Sim, é parente do Gustavo. Descobri os dois canais quase ao mesmo tempo, porque não houve como assistir um sem querer assistir o outro. 
Dono de uma voz suave, Guto publica covers em vídeo, escolhidos pelas pessoas que acompanham o canal.
Cria também paródias, como o hilário vídeo "Funk Clássico"  (em parceria com Gustavo) e compõe músicas como "A História do João", que você confere abaixo:

Guto também tem um site, confira: http://www.gutohorn.blogspot.com.br/



E então, bora assistir uns vídeos? Segunda que vem, mais dicas. E ainda essa semana, nos vemos de novo. 
Boa semana!

1 de jun. de 2013

1 Imagem, 140 Caracteres # 09







Nossa, quanta saudade me bateu agora, vendo tantas fotos! Quantos não vejo há tempos, quantos já se foram.. e quantos ainda estão aqui?

1 Imagem, 140 Caracteres #481

Boa noite, gente! Depois de um dia cheio de atividades, aqui estamos!  E começa fevereiro, mês de volta às aulas!  Aqui muita expectativa po...