Pesquisar este blog

31 de mai. de 2019

1 Imagem, 140 Caracteres # 299

Boa noite! 

Esta postagem deveria ter sido programada durante o dia de ontem, para hoje pela manhã sair cedinho, porém aqui na região em que moro não bastou apenas as comportas do céu se abrirem. Thor também teve de realizar uma batalha que resultou em estrondos assustadores e como eu não gosto de postar pelo celular  e sou medrosa o suficiente para não deixar nada ligado nas tomadas quando há raios e trovões, só pude fazê-lo agora que as coisas se acalmaram. 

Mas enfim, vamos à nossa postagem? (Também fiquei devendo uma resenha, mas cada coisa a seu tempo, né?) 


#PostAcessivel: a imagem mostra uma bancada de cozinha, iluminada pela luz que vem da janela. Sobre a bancada há alhos-porós, um pãozinho e pimentões amarelos. O balcão também conta com tigelas, um fogão embutido e outros utensílios ao fundo.



Incrementada ou simples, nova ou nem tanto, a cozinha é a alma da casa. 
É de onde temos lembranças ternas e onde também as construímos. 


Um bom final de semana a todos e todas! 


 

24 de mai. de 2019

1 Imagem, 140 Caracteres # 298

Boa noite, povo! 

Tudo legal? 

Sexta-feira novamente, e aqui estamos nós na mesma praça, no mesmo banco  aqui neste querido e fofo bloguinho, para nossa #1Imagem140Caracteres desta semana! 

Como já está um pouco tarde, vamos à nossa imagem? 

#postacessivel  - a imagem mostra uma mulher de costas para a câmera, em frente a uma passarela que leva a um farol marítimo



 
Férias demoraram, muitos planos foram frustrados, mas enfim consegui minha viagem dos sonhos! E estou pronta para registrar cada momento!




Um bom final de semana e até a próxima postagem! 





17 de mai. de 2019

1 Imagem, 140 Caracteres # 297

Oi, gente! 

Que semana, meus amigos, que semana! 

Uma mistura de  sete a um com haduken e se bobear até um avada kedavra e o nosso querido país no meio desse furacão. 
Redes sociais tem sido um desgosto com tanta opinião sem fundamento sendo não debatida e sim vociferada, parece que não há mais "escutatória",como já disse Rubem Alves. As pessoas não querem se informar e se esclarecer, querem apenas que outros concordem com elas. Na famosa rede cujo ícone é uma letra do alfabeto, é melhor nem passar muito tempo. Prefiro ver vídeos no meu tempo livre, escrever ( nem tudo o que escrevo aparece aqui), ficar no Twitter onde há conversas mais inteligentes e usar este meu querido espaço que já tem oito anos para extravasar.. Um blog que ainda cumpre a função a qual se destinou desde o início: um espaço para respirar, para se refugiar, um pequeno escapismo. A porta se fecha, a maluquice do mundo fica lá fora e aqui dentro apenas as "minhas maluquices" tem lugar. Nem sempre dá certo e muitas vezes a porta fica entreaberta, sou humana e me importo. A porta entreaberta também é combustível para ter o que escrever aqui. 

Mas vamos parar com enrolação? 

Afinal, vocês, participantes da nossa tradicional Blogagem Coletiva de todas as sextas-feiras, vieram aqui por uma razão, e não é ler  lamúrias e digressões, isso fica onde deve: nas outras postagens. 

Sexta-feira, foco! 

Vamos à nossa imagem? 


#postacessivel: A imagem mostra uma pequena flor branca, nascendo de uma rachadura em um chão de concreto.


Mesmo contra todas as possibilidades, não percamos a esperança!
Se até no improvável a vida e a cor surgem, por que nos permitir desistir? 







Nos vemos em breve! Bom final de semana! 



10 de mai. de 2019

1 Imagem, 140 Caracteres # 296

Olá!

Como está a sexta-feira de vocês?

Espero que bem.

Sexta-feira chegou em uma piscada de olho, incrível! 

Pensei em tanta coisa para colocar como a imagem desta semana! Buscando algo que traduzisse o que eu queria originalmente, topei com a imagem abaixo.. que não tem nada a ver com o que eu queria, mas talvez tenha.. sei lá. (risos). 

Segue a imagem e minha participação:


Imagem obtida no site Educação e Aprendizagem

(#postacessivel: a imagem em preto e branco mostra um vulto, possivelmente um homem, de costas. Ele está usando um chapéu e uma bengala e está em um local que parece ser o alto de uma colina, ladeado por pássaros. O dia está nevoento) 





Solidão? Talvez.
O que contempla este homem, não  sei... 
Seguirá o voo dos pássaros
Ou apenas os observará? 
Fim? Recomeço?
Agora, o que virá?










Que o final de semana traga alento e bênçãos a todos vocês! Até mais!





3 de mai. de 2019

1 Imagem, 140 Caracteres # 295

 Atualização: 


Estamos de volta!

Boa noite, meu povo e minha pova! 

Espero que apesar de tudo, esta semana esteja encerrando bem para todos e todas. 

Estamos aqui mais uma vez com a nossa Blogagem Coletiva Semanal! 

Vamos à nossa imagem e às reflexões que podemos tirar dela? 




#postacessivel: a imagem em tons de sépia mostra uma pessoa, aparentemente um homem, deitado ao relento, em  uma praça em um centro urbano,sobre um cobertor.

Uma imagem que deveria pertencer ao passado, porém infelizmente não ficou somente lá.
Será que ainda há tempo de mostrarmos compaixão?  



Até a próxima postagem! 


 

1 de mai. de 2019

Resenha: Lady Susan, de Jane Austen





Capa da edição que possuo.

Livro: Lady Susan
Autora: Jane Austen
Ilustrador: Hugh Thomson – Domingos Martins
Tradução de Stephanie Savalla
Edição: 33ª
Ano: 2014
Editora Pedrazul


      
"Após uma tumultuada estadia em Langford, que gerou péssimos rumores sobre sua reputação, a viúva Lady Susan decide passar uma temporada na residência de seu cunhado, Mr. Vernon, na remota localidade de Churchill, interior da Inglaterra. Para lá também se dirige o irmão de Mrs. Catherine Vernon, Reginald de Courcy, atraído pelos escândalos que ouviu a respeito daquela dama. Bela, ousada e dissimulada, a viúva reverte toda a prévia má impressão de Reginald sobre sua honra, num elaborado jogo de sedução e inteligência"  
 (Trecho da sinopse, na orelha da edição da Pedrazul que tenho aqui comigo
 



   Este livro, aparentemente, é um dos primeiros escritos pela autora. Estima-se que tenha sido escrito entre os anos de 1793 e1795, quando Austen tinha menos de vinte anos. O livro foi publicado apenas após sua morte, quando seu sobrinho, James Edward Austen-Leigh, coletando material para uma segunda edição da biografia de sua tia, decidiu anexar três obras inéditas da escritora:"The Watsons" (1804), "Sanditon" (1817) e "Lady Susan", única obra das três que estava completa. 

   A história nos apresenta a Lady Susan, uma viúva de aproximadamente trinta e cinco anos, que aparenta ser mais jovem. Dotada de extraordinária beleza,esforça-se para parecer uma perfeita dama em sociedade. No momento, empenha-se em casar sua filha de dezesseis anos, Frederica, pois sendo viúva a pouco tempo teme pelo seu futuro financeiro. Porém, sob esta fachada existe uma mulher que brinca com os sentimentos dos outros, manipuladora e sagaz. No momento, está em um romance com um homem casado, mas não tem objeções em envolver-se com outro e flertar com rapazes por diversão. 
    Frederica, o oposto da mãe, também é objeto de suas maquinações, pois está sendo obrigada a casar-se contra sua vontade. Lady Susan trata Frederica com frieza e até rudeza, constantemente referindo-se a ela como “estúpida” e desconsiderando totalmente seus sentimentos. 


" Sir James fez-me propostas para Frederica: porém Frederica, que nasceu para ser o tormento da minha vida, optou por determinar-se tão violentamente contra a união, que pensei ser melhor deixar o projeto de lado por enquanto. Tenho me arrependido mais de uma vez de não ter eu mesma casado com ele (...)" (página 16, carta de Lady Susan a Mrs Johnson, sua amiga e confidente) 




 
A obra é escrita toda em forma de cartas, nas quais diversos personagens correspondem-se abordando o mesmo  assunto: Lady Susan, seu comportamento e como suas ações impactam as pessoas ao seu redor.  Até mesmo o leitor fica com impressões ambíguas sobre Susan Vernon, enquanto lê a correspondência e os pontos de vista dos diferentes personagens da obra.


  Nota-se ao final da obra (não vou dar spoilers, calma!) que a autora estava ligeiramente desconfortável com o formato epistolar, tanto que o último capítulo narra o epílogo desta história com uma narrativa em terceira pessoa.

Jane Austen nos presenteia com uma história que mostra a sagacidade e inteligência de uma personagem que mostra de forma explícita condutas como adultério e  imoralidade,aspectos estes que são vistos em outras obras suas porém de forma mais velada e sutil.  Para que não conhece ainda a obra de Austen, iniciar pela leitura de Lady Susan dá uma boa dimensão. A crítica aos costumes e ao perfil de mulher desejado pela sociedade da época transparece bem.

 A edição da Pedrazul conta com um prefácio bem esclarecedor sobre o estilo de Jane Austen e reflexões sobre as atitudes de alguns personagens da obra. 




 ---------------------------------------------------------------------------------

Onde encontrar (por um bom preço):

 Estante Virtual



Outras informações:

Resenha em vídeo do canal Ju Cirqueira

Resenha da Paola Aleksandra, do blog Livros e Fuxicos 

---------------------------------------------------------------------


 Esta postagem faz parte do desafio literário 2019  proposto pela Sybylla, do blog Momentum Saga  



Outras postagens que fazem parte deste desafio:

1) Desmortos, de Mary C. Müller - Um livro Young Adult

2) Tartarugas até lá embaixo, de John Green - Um livro que eu deveria ter lido em 2018
3) Marcelo, Marmelo, Martelo, de Ruth Rocha – Um livro Infanto-juvenil
4) Lady Susan, de Jane Austen – Um livro epistolar.

1 Imagem, Caracteres #472

 Boa noite!!!  Tudo bem com vocês?  Que semana, minha gente. Começando com alagamento em várias regiões do estado, dias sem aula (mas trabal...