Pesquisar este blog

26 de mai. de 2017

1 Imagem, 140 Caracteres # 192

Boa noite, pessoas! 

Indo até o blog da Silvana, somos brindados com a imagem desta semana. Como comentei lá, sou suspeita para falar da escolha da imagem, simplesmente adoro gatos! 

Enfim, depois de uma semana agitadinha, vamos à imagem escolhida pela Silvana!




Que barulho foi este? Hum.. nada que deva me tirar deste cochilo gostoso. Como é bom ficar neste solzinho! 


Até mais, gente boa! 



25 de mai. de 2017

Sarando as Feridas

(inspirada nesta imagem da BC 1 Imagem, 140 Caracteres)
Visito pela última vez esta casa, já abandonada. As últimas lágrimas caem, não acontecerá novamente. Nunca mais.
Não fiz questão de deixar portas abertas quando saí, não fiz questão de voltar enquanto ainda haviam pessoas aqui. Sequer recolhi qualquer coisa que porventura tenha deixado cair. 
Mas ouvi os rumores. 
Não havia mais ninguém morando lá, não havia mais nada...
Então, pela última vez, resolvi retornar e entrar. Uma forma física de exorcizar de vez fantasmas que não deveriam mais me aterrorizar, mas ainda exerciam poder sobre mim. 
Reuni forças, respirei fundo e entrei. 
E agora estou aqui. 
Algo dentro de mim se rompe. Tenho de deixar ir, de uma vez, toda a tristeza, ressentimento, tudo o que passei aqui dentro. Não há como consertar, não há como voltar atrás. Fui em frente há tantos anos, e este retorno é apenas para deixar tudo ir de uma vez. 
Choro as últimas lágrimas dentro desta casa. Choro pela última vez todo o horror que passei aqui dentro. 
Nunca mais precisarei voltar. Tudo finalmente foi abandonado e posso ficar em paz definitivamente. 

19 de mai. de 2017

1 Imagem, 140 Caracteres # 191

Olá..
   Olá..
     Olá...

Todo mundo devidamente cumprimentado? 

Então, como foi a semana? 

Espero que estejam todos bem! 

Bora prá imagem desta semana, que é o que vocês estão esperando aqui? 






Uma parada para descansar, esticar as pernas... e registrar esta viagem para quando a memória falhar!!!


#blogacessível: a imagem mostra em primeiro plano um carro estacionado em uma praia, em um dia ensolarado, e em segundo plano duas pessoas. Uma pessoa, trajando calça jeans, blusa e boné, está fotografando a outra pessoa, que está acenando de costas para o mar.


Imagem de hoje devidamente escolhida e postada, agora depois desta postagem vamos movimentar a blogosfera uma vez mais? Convidem o irmão, tio, tia, marido, mulher, namorado, namorada, vovô, vovó, cachorro, papagaio para ler, comentar e participar também! 

Abraços a todos e bom final de semana, povo! 



17 de mai. de 2017

Resenha: Quarto de Despejo, de Carolina Maria de Jesus

Desafio Literário 2017 - Um livro de Não-Ficção

Quarto de Despejo: Diário de Uma Favelada

Autora: Carolina Maria de Jesus
Editora: Ática, 176 páginas
Ano: 1960 (Primeira Edição)


“Escrevo a miséria e a vida infausta dos favelados. Eu era revoltada, não acreditava em ninguém. Odiava os políticos e os patrões, porque o meu sonho era escrever e o pobre não pode ter ideal nobre. Eu sabia que ia angariar inimigos, porque ninguém está habituado a esse tipo de literatura. Seja o que Deus quiser. Eu escrevi a realidade. ”
Carolina Maria de Jesus 



Li este livro na adolescência e nunca mais esqueci. Escrito na década de 1950, o livro é na realidade um diário, que relata o  cotidiano de uma mulher pobre, negra, mãe  e  moradora da antiga favela do Canindé. A autora, em sua linguagem simples, dá um verdadeiro tapa na cara, um choque de realidade . Mostra-nos a cor da fome (amarela), os medos e angústias do ponto de vista dela, dentro daquela realidade de miséria, violência e fome,enquanto luta para criar e dar uma boa educação a seus três filhos, trabalhando a ponto de ficar doente.

Nascida em Minas Gerais no ano de 1914,apenas apenas 26 anos depois da abolição da escravatura,Carolina Maria de Jesus vivenciou, além da vida pobre no Canindé, o preconceito contra as pessoas de pele negra, além do desdém com que pessoas da vizinhança a tratavam pelo fato de ela expressar-se de forma mais articulada e tentar evitar maledicências e brigas. 

   "Quarto de Despejo" é a voz da favela, da vida dura, da realidade pesada, dos dias difíceis, da falta de recursos, dos dias difíceis. Também é a voz que mostra que apesar de tantos desafios diários, ainda há espaço para momentos de felicidade e a esperança de dias melhores. 
É a fala da mulher, negra, pobre, sofrendo preconceitos e tentando se posicionar contra a estrutura viciada que a sociedade estava criando, sem submeter-se ao papel que dela se esperava.  É a voz de uma pessoa real, passando por situações que apesar de terem sido registradas naquela época, ainda encontram eco nos dias atuais. 

   O livro é o relato cru do dia-a-dia de pessoas que assim como a autora estavam "despejados" da vida digna que deveriam ter. Carolina, mesmo escrevendo de forma autobiográfica, não tenta se mostrar uma pessoa perfeita, embora com certo orgulho admita sentir-se mais inteligente e com uma melhor visão que as pessoas que com ela convivem. Tinha o sonho de uma vida melhor e esforçava-se para alcançá-lo.

    Além de Quarto de Despejo, Carolina também publicou outras obras, como Casa de Alvenaria, Pedaços de Fome e Provérbios, publicados ainda em vida, deixando farto material que foi publicado postumamente, como O Diário de Bitita. Há quem diga que ainda existe material inédito entre os muitos cadernos nos quais que Carolina escreveu até a data de sua morte. 


   Infelizmente, o sonho de uma vida digna foi fugaz: depois do estrondoso sucesso de seu livro, e mesmo tendo publicado outros, o dinheiro obtido não foi o suficiente para manter um novo padrão de vida.. e Carolina faleceu em 1977, novamente moradora de uma favela.Porém sua obra, expoente da literatura marginal, nos deixa até hoje muito em que pensar e podemos dizer que é um legado precioso. 


Para saber mais:

Página sobre a escritora na Wikipédia

Texto sobre a escritora no site Mundo Negro

Onde adquirir:

Estante Virtual (usado, porém em bom estado)

Mercado Livre (vários vendedores)

Saraiva










12 de mai. de 2017

1 Imagem, 140 Caracteres # 190

Boa noite de sexta! 

E aí, tudo de boas? 

Sem mais enrolação, já que a sexta está logo no final, vamos à inspiradora imagem desta semana, escolhida pela Silvana!!!



Visito pela última vez esta casa, já abandonada. As últimas lágrimas caem, não acontecerá novamente. Nunca mais. 


Passe nos blogs participantes, e deixe o link para seu blog lá no Meus Devaneios Escritos

Bom final de semana!

5 de mai. de 2017

1 Imagem, 140 Caracteres # 189

Boom diaaaa!!!! 

A imagem desta semana pretende trazer um pouco de alegria e leveza para este final de semana, depois de tantas "traulitadas" que levamos da vida e das notícias pouco alvissareiras que temos de ouvir todo santo dia. 

Vamos a ela então? 


Lembrando que, você que tem blog, página no face ou outro meio de divulgar, pode aproveitar, levar esta imagem e fazer um post com a sua inspiração, desde que não ultrapasse 140 caracteres.  

"Ah,mas como faço isso?" 

Simples, jovem padawan: escreva sua frase no Twitter ou então em um editor de texto ( como o Word, por exemplo) e selecione Ferramentas - Contar palavras. 

 Depois de postar sua participação,copie o link de seu post e cole aqui (ou no blog da Silvana - Meus Devaneios Escritos), clicando no botão do Inlinkz, aquele onde um sapinho azul sorridente está esperando ansioso! 

Chega de explicação didática agora e "bora" prá imagem de uma vez, né? 


Já fui abandonado uma vez...Pensei que meu destino seria triste..Mas agora estou com o melhor companheiro que poderia ter! 



Bom final de semana, pessoal! 






1 Imagem, 140 Caracteres #481

Boa noite, gente! Depois de um dia cheio de atividades, aqui estamos!  E começa fevereiro, mês de volta às aulas!  Aqui muita expectativa po...