Pesquisar este blog

28 de fev. de 2021

Pimpom é um boneco de vida curta

      Às vezes me pego pensando em como a infância é uma etapa abençoada. A gente ainda não entende direito como as coisas funcionam, por isso tudo é fascinante enquanto somos crianças. E as músicas infantis não precisam fazer sentido. Basta a melodia e a delícia de pronunciar as frases em cadência sem ficar se preocupando com o significado ou com a coerência o tempo todo.

    Por exemplo, a canção: "Pimpom é um boneco/feito de papelão/que lava a carinha/com água e sabão". Para mim, adulta,a próxima frase lógica deveria ser  "Pimpom derreteu", afinal sabemos que um boneco de papelão resolver lavar sua carinha não vai terminar muito bem. Mas para as crianças funciona e é uma musiquinha daquelas que gruda na cabeça e você acaba cantando sem perceber no caminho para o  trabalho. Ainda bem que vou de motocicleta e se durante o percurso até a escola eu soltar um "Pimpom toma sua sopa e não suja o babador", ninguém vai me ouvir. 

   "Ciranda, cirandinha", outra canção tradicional, fala de coração partido e em seguida convida pessoas a entrar em uma roda, dizer um verso bonito e depois simplesmente ir embora. Ou seja, chorar, ouvir alguns versos e se livrar da pessoa aleatória que teve de lembrar de algum pequeno poema em cima da hora para poder entrar na roda. Que coisa, pessoa do coração partido. 

" O cravo brigou com a rosa" também fala de um barraco que termina com o cravo machucado e a rosa despetalada. E ninguém é preso! O cravo fica doente depois disso, desmaia durante uma visita da rosa e ela ainda chora! Qual a lição que se tira disso? Ainda não sei. Esse texto nem é para se levar a sério, caramba. 

E o que dizer de "Tengo,tengo", em que alguém canta alegremente que vai colocar uma pessoa na lata do lixo sem motivo aparente? Sério, por que causa, motivo, razão ou circunstância, depois de cantar "Tengo, tengo, tengo, Morena, é de carrapicho" alguém iria simplesmente declarar que vai jogar uma pessoa aleatória na lata do lixo assim, do nada? Ou há alguma história, uma "prequel" que não foi contada ainda e que fala do ranço de uma pessoa por outra? 

Ah, claro, em muitas dessas canções o alvo é um "João" ou uma "Maria". Agora, imaginem se a Maria que vai ser jogada na lata do lixo é a mesma Maria que não soube remar, foi parar no fundo do mar e quer se casar - ou melhor, queria, pois a pessoa aleatória cujo nome não é especificado canta na maior alegria que "tirava a Maria" do fundo do mar se fosse um peixinho e soubesse nadar, ou seja R.I.P Maria.

 Pobre Maria. A única compensação para ela foi não ficar sozinha ao entrar na roda pois tinha o Joãozinho para ser seu par. E se bobear, foi o próprio Joãozinho que depois jogou a pobre coitada na lata do lixo. 

Nem vou gastar muitas linhas discutindo sobre barbárie e canibalismo que aparecem em certas músicas. Sim, estou falando contigo, Senhor Capitão do Bão-balalão cujo irmão teve uma terrível sina em terras de mouros.

Pelo menos a canção "Balaio" é bem útil, ensina que sem balaio a costura fica no chão. E que precisa especificar o tamanho do objeto para poder trabalhar direito, claro. Ao contrário da galinha do vizinho que coloca sozinha dez ovos, o que vai gerar uma desilusão futura nas aulas de Ciências. 

E não sacaneia a vida de nenhum João ou Maria que entram em rodas sem saber como se dança.

 

26 de fev. de 2021

1 Imagem, 140 Caracteres # 384

 Buenas, povo! 

Espero que vocês estejam bem, na medida do possível.. Notícias de todos os cantos nos últimos dias têm desafiado o nosso equilíbrio e sanidade, mas temos de nos apegar ao que nos deixa de pé, pois esmorecer agora não é solução. 

Chegou aquela hora, na sexta-feira, em que a gente deixa parte do mundo lá fora, encosta a porta e tira um pouco de tempo que seja para desligar um pouquinho.. E por isso, vamos à imagem da semana da nossa BC! 



Descrição: a imagem mostra uma caneta esferográfica de tinta azul, corpo plástico transparente, tampada e em posição horizontal. A caneta está quase sem tinta. 


Um objeto tão banal, mas que esteve em tantos momentos importantes! Agora vou ter de achar outra companheira. 

 

Até a próxima! 



19 de fev. de 2021

1 Imagem, 140 Caracteres # 383

 Boa noite, povo! 

Todo mundo vivo aí? 

Acabei de sair de uma reunião agora... vida de professora.. Mas a reunião foi virtual, ahaha. 

Enfim, para não deixar ninguém esperando mais e para a sexta-feira não virar sábado, não vou enrolar no texto introdutório tradicional, e deixar o que vocês vieram buscar! A imagem para a BC desta semana! 

Beijos e abraços virtuais a todos e todas! 



Descrição: a imagem mostra em primeiro plano parte da mão de uma pessoa branca, da qual se podem ver a palma e os dedos levemente arqueados, supondo-se que a mão irá fechar. Em parte da palma e entre os dedos pó marrom claro está escorrendo, deixando a poeira se espalhar também no ar. O fundo da imagem é cinza escuro


"Lembra-te que és pó e ao pó voltarás..." 

Como é tão difícil para muita gente lembrar-se disso! 






16 de fev. de 2021

Uma carta apenas

 Ontem fez um mês. Um mês. 

Passou rápido, pai. 

Ainda lembro da hora em que 2020 deu lugar a 2021 e você estava do meu lado, comigo segurando sua mão enquanto a alimentação descia lentamente pela sonda. E aquela maldita febre que dia sim dia também começara a dar o ar da graça. 

Ainda assim você viu 2021 chegar, e ainda metade de um mês deste novo ano. Um início de ano triste, com poucas expectativas e fogos tímidos ao longe, por causa da pandemia que ainda não foi embora. 

Não, pai, ainda não tem vacina para todo mundo. Ainda estamos indo trabalhar com medo de pegar esta maldita doença, que a alguns afeta pouquíssimo e  a outros tira a vida ou parte dela. E nossos representantes-mor continuam atrapalhando o programa de vacinação, infelizmente. 

Só no domingo passado tive coragem de ir, junto com minha mãe, visitar novamente o local onde nos despedimos pela última vez. Retirar as coroas de flores já secas, colocar ao menos um vasinho com flores até que seu túmulo, escolhido com carinho pela mãe, fique pronto, como seu legado final neste mundo. 

Não foi tarefa fácil escolher uma foto, sabe? Cada foto que a gente observava tinha uma história atrás dela, mas enfim escolhemos. 

A mãe está bem, fique sossegado. Ela sabe seguir em frente como poucas pessoas nesse mundo. 

Eu também estou bem, nós todos vamos ficar bem. E esperamos que você também esteja. Nossa religião acredita no reencontro, no Reino que há de vir depois do juízo final. De qualquer forma, acredito que sim, você está descansando e nada mais te incomoda. A febre foi embora, o joelho não incomoda mais e você não precisa mais ficar aflito por estar em uma cama sem conseguir falar ou se mexer direito.

Ainda sinto que não te dei atenção o suficiente. Mas imagino que mesmo que estivesse junto contigo o tempo todo, ainda assim teria sensação semelhante. Sabe, pai, a gente muitas vezes passa a vida achando que não se é, não se tem ou não se faz o bastante. E se culpa muitas vezes com razão.. e outras vezes nem tanto assim. O que fiz ou deixei de fazer agora na verdade já não importa tanto. Como também não vai mais fazer diferença para você, ou para a gente, ficar pensando nos muitos "e se"... que poderiam ter mudado os rumos desta história toda. 

Estamos bem.. Vamos todos ficar bem. Fica em paz! 

 


13 de fev. de 2021

1 Imagem, 140 Caracteres #382

 (Nota: esta postagem deveria ter saído ontem, mas programei a data errada. #soulesada)

 

Bom dia, boa tarde, boa noite! E aqui estamos, mais uma sexta-feira cujo clima não se decide! Por via das dúvidas, vamos levar a roupa de chuva junto ao trabalho, né? 

Aqui terminando uma semana de formações e preparação na escola, para aulas presenciais (com poucas crianças, muuita fita amarela no chão e com receio pois afinal, crianças pequenas - mas também com expectativa de como será um ano tão diferente).

E a semana de vocês, como está sendo? Espero que todo mundo esteja bem... 

Vamos à nossa imagem da BC desta edição? 

 

Imagem de Olivia Bell no Pinterest
 

 

 descrição: a fotografia mostra um balanço de madeira, simples, amarrado por cordas e aparentemente abandonado em uma paisagem onde se vêem muitas folhas amareladas, avermelhadas e secas ao chão e alguns galhos com bastantes folhas nos mesmos tons. O fundo desfocado, em tons amarelados também, mostra um descampado. 


Há quanto tempo não se ouvem risadas, nem o som do balanço entre gritinhos infantis! 

Quero rever meus netinhos logo!

 

Tenham um bom final de semana!  

 

 

 

5 de fev. de 2021

1 Imagem, 140 Caracteres # 381

 Buenas, povo! 

Tudo bem aí? 

Em meio a um baita calorão, aqui estamos para mais uma edição da nossa BC semanal! 

Vamos à nossa imagem? 

 

 


Descrição: a imagem mostra um pequeno pássaro, cujas penas abaixo do bico até a barriga são amarelas e o dorso oscila entre tons de marrom e cinza. O pássaro está pousado na borda de uma tigela arredondada contendo água, prestes a bebê-la. Ao fundo, uma imagem verde desfocada sugerindo vegetação. 

 

Que calor! Abençoada seja a alma que deixou este cantinho com esta água tão refrescante! 

 

Tenham um ótimo final de semana e até a próxima!  




1 Imagem, Caracteres #472

 Boa noite!!!  Tudo bem com vocês?  Que semana, minha gente. Começando com alagamento em várias regiões do estado, dias sem aula (mas trabal...