Pesquisar este blog

23 de dez. de 2011

Tempo, tempo, mano velho....



É uma sensação estranha, compartilhada por muita gente: A cada ano parece que o tempo passa mais rápido.
Principalmente, os últimos meses.
A gente pisca, estamos terminando janeiro.. hora de arrumar as coisas, reinício do ano escolar. A gente pisca mais uma vez, já está terminando o primeiro bimestre, a Páscoa acabou de acontecer.

22 de dez. de 2011

Dicas da Semana # 21 (3ª parte)

.... E última!!!

Dicas para blogueiros (uêba!)



Fazer backup dos posts no Blogger ( tem gente que não faz...) - Dicas Blogger




Precisa de ícones para seu blog? - Find Icons

Cinco dicas para se organizar e deixar seu Blog de férias neste fim de ano - Códigos Blog

Agora, a Mari aqui vai dar uma descansadinha, tomar uma água, sair um pouco... até amanhã!)
(Ah, haverão algumas postagens programadas no blog daqui para frente, por isso não estranhem se eu demorar a responder a comentários. Até mais!)








21 de dez. de 2011

Dicas da Semana # 21 - 2ª Parte

Salve, salve lindo pendão da esperança, gente boa! 
E então, como está a quarta-feira de vocês?
Ah, sim, estou contente, por isso essa abordagem. Bendito seja quem criou as férias! 
Um pouco de tempo a mais na cama, faxina para fazer, mas peraí, não é isso que quero escrever! 
Vamos à segunda parte dos nossos links, que prometi na postagem de ontem. 

Tirinhas, textos, vídeos e afins, com um leve  - ou nem tanto - toque de humor:

Aquelas Pequenas Coisas - Carlos Ruas 

É bobo... mas eu ri. - Cyanide and Happiness

Devolve meu avião! - Charges.com (Maurício Ricardo)

Infância - Will Tirando

Mundo doido - Bichinhos de Jardim

Relíquias do Programa Chaves - Curiosidades na Net


Artigos interessantes (curiosidades, listas, textos diversos, entre outros)

A Roda das Deusas (série de artigos) - Clave de Lua

Os 10 Melhores Filmes de Todos os tempos ( 2 artigos) - Abertura Lateral 


Parta meu coração......  - Cracatoa Simplesmente Sumiu

O papel do Ledor - Um olhar Sobre o Tudo e o Nada



Na próxima postagem, mais uma pequena listinha, depois pegarei o banquinho e sairei de fininho cheeega!





20 de dez. de 2011

Dicas da Semana # 21 (1ª parte)

Nossas "Dicas" hoje serão um pouco diferentes:Primeiro, por que estão sendo postadas numa terça-feira. (OMG, onde a Mari esteve esse tempo todo?)
Depois, porque linkarei aqui algumas postagens de blogs e sites variados,   que chamaram minha  atenção durante o ano, seja pelo humor, reflexão, crítica.. fugindo do padrão.
Tá, sei que estou sucumbindo ao lugar comum de muitos blogs: criar listas ao aproximar-se o fim do ano. Mas, sei lá... fiquei tentada a fazê-lo, e vai ser uma lista de links. 
Outra coisa: esta lista vai ser dividida em duas ou talvez mais  postagens, ok?

Vamos conferir a primeira parte:

Para refletir:

Família - Juliana Oliveira
   

Está tão Ruim como Pensamos? -  Escritos Lisérgicos

O Vício Tecnológico - Momentum Saga


Minha Revolta Transborda - Adorável Crítica

A Afetividade Torta - Adorável Psicose



Amanhã, mais uma série de links. Até lá!






15 de dez. de 2011

Duarte ou Lourenço?

Duarte era o tipo de homem que se poderia chamar "mediano". Nunca fora o melhor, ou o pior, em nada. Nunca fora o melhor da classe, mas também não estava entre os piores. Nunca fora um funcionário exemplar, nunca vira o seu nome nos infames quadros de "funcionários do mês", mas também nunca levara uma reprimenda.

Não era miserável, mas também não podia gastar, de vez em quando, com excentricidades.

Duarte, nem pelo nome era chamado, seus colegas provavelmente não sabiam. Fora chamado pelo sobrenome desde a época de faculdade (na qual também fora um aluno "na média") e assim continuou. Até ele já quase esquecera, a ponto de estranhar quando algum familiar o chamava pelo primeiro nome.

Mas Duarte estava cansado. Cansado da monotonia de estar sempre na média. Era um bom empregado, bom amigo, bom marido (pelo menos a mulher nunca reclamara), mas sentia - se invisível. Perguntava-se frequentemente se alguém sentiria sua falta, quando partisse. Parecia que sua vida estava parada, "na média".
 
Tentou lançar-se como escritor, porém logo ao entregar seus primeiros rascunhos, a editora o classificou como escritor mediano. Ou seja, poderia até ter boas vendas, mas não faria sucesso.

Lembrou-se, então, de um antigo projeto que tinha com colegas da faculdade: montar uma banda de rock. Porém, logo nos primeiros ensaios, percebeu que o som que faziam, era algo "mediano". Não era ruim, mas parecia ser "mais do mesmo".

Tentou criar algo novo no emprego, ter uma ideia que destacasse. Quando finalmente conseguiu elaborar algo, outra pessoa já havia executado.

Mesmo assim, não conformava-se com a ideia de sentir-se "mais um", de sentir-se invisível.

Até o dia...



Até o dia em que fez uma triste descoberta. 
Não eram as pessoas, não eram os seus trabalhos, não era a vida que tornava tudo que tocasse algo "mediano" como se ele fosse um Midas de quinta categoria.
Duarte descobriu que a sua invisibilidade era culpa dele mesmo.

Duarte, ou melhor, Lourenço, começou a repensar sua vida e seus atos e, por mais doloroso que isto fosse, não tinha como negar que se seus familiares, amigos, superiores, editores não o notavam, não percebiam seus talentos (que eram numerosos) era porque ele nunca fazia ou dizia nada que estivesse realmente dentro de si por um único e terrível motivo: o medo.
O medo o reprimia, ocultava suas inúmeras qualidades não permitindo que ele as expusesse ou agisse tal como era realmente. 
Tal como era Lourenço, visto que seu sobrenome recebera tristemente o sinônimo de baixa auto-estima e esta, quando não controlada a tempo, costuma ser devastadora para uma vida.

Medo. Medo de não agradar, medo de receber um não, medo de passar por alguma situação muito constrangedora, medo de surpreender contrariando, medo de viver!
Sim, pois o que ele estava vivendo não era vida. 
A vida só é realmente plena quando ela é vida. Vida é sinônimo de viver. E sobreviver em uma vida média, palavra que nos remete a medíocre, não é vida. Tampouco sobrevida. Pois na sobrevida, os doentes terminais que descobrem portar uma doença grave e incurável, tendo condições de viver o pouco que lhes resta, procuram vivê-la intensamente, por aprender o grande valor que há nisto: na vida. 

Vida. Esta que por vezes nos passa tão despercebida e quando olhamos para trás, para nossos sonhos, anseios, pode já ser tarde.

Entretanto, se havia algo em Lourenço (não Duarte) era uma força de vontade incrível até então reprimida, talentos impressionantes, até então sufocados e, ao chegar a conclusão de que era Duarte o esmagador de todos estes anos, oferecendo-lhe uma vida mediana, tentando enganar-lhe que fizera o possível apenas para aliviar o lado fraco de sua consciência para não ter que enfrentar alguém tão brilhante quanto Lourenço, sabotando tudo o que tentava realizar, os verdadeiros desejos que pertenciam a Lourenço e foram todos sabotados por Duarte, Lourenço tomou uma decisão.

A decisão de que nunca era tarde para recuperar o que havia se perdido pelo caminho. Ciente de que nem tudo seria como teria sido na época em que um objetivo, um sonho lhe fora sabotado, mas que poderia, de algum modo, eliminar tudo o que havia de nefasto naquele Duarte mediano e mostrar ao mundo quem realmente era Lourenço. O verdadeiro, até mesmo no nome.

Lourenço tinha noção de que isto aos olhos dos demais que não conheciam todo o potencial que tinha, por ter permitido que aquele Duarte insignificante tomasse seu lugar, não seria reversível nem mesmo com anos de terapia, porém, somente Lourenço conhecia a si mesmo e agora, também a Duarte para poder controlá-lo, sufocá-lo e até mesmo, matá-lo. Sem compaixão.

É certo que a insegurança ainda era grande, coisas não se modificam de um dia para o outro. Contanto, Lourenço estava disposto a se arriscar, mesmo que isto lhe custasse uma lavagem cerebral ou qualquer coisa do gênero. O importante para ele era não haver desistido de si mesmo após uma vida toda adormecida.

Ele sabia que nada pior do que Duarte poderia lhe acontecer e resolveu enfrentar todas as situações de frente, recriar, reinventar-se, o que em verdade era apenas... revelar-se. 
Ser o que realmente era sem remorsos, controlando temores e provando a si mesmo o quão valiosa era sua pessoa.

E quanto a você? 

Refletindo sobre sua vida, quem se sobressai? Lourenço, aquele que você sabe (sim, por mais que negue para fingir falsa modéstia ou por insegurança ou qualquer motivo que seja, mas sabe!) o quanto pode ser cativante, inteligente, alguém de sucesso, de destaque. 
Ou Duarte? Aquele que sabota tudo de bom apenas por um falso conforto que só levará a um caminho: o da frustração?

Pense. Esta decisão depende de uma vida. A sua.

Este texto foi escrito por mim e pelo Christian, do Escritos Lisérgicos. 
É a segunda vez que escrevo em parceria, e sinceramente, adorei! Obrigada Christian, você escreve muito, muito bem! 

14 de dez. de 2011

Dezembro chegou...

....e nas ruas já se vê aquele clima de Natal.
E eu divagando.
Estava lendo o blog Mundo Encontado, e uma postagem sobre o Natal me chamou a atenção. A postagem começa assim:

"Viva o natal!

Viva a sociedade de consumo!

Viva as lojas cheias, as propagandas, as luzes encantadoras...

Montes e montes de comida em uma mesa e nenhuma em outra." (se quiser conferir o resto, clique aqui

Um dos grandes males da industrialização e sociedade de consumo, é a deturpação do sentido das datas comemorativas. 

12 de dez. de 2011

Dicas da Semana # 20




Começando mais uma segunda-feira, e mais uma semana em direção ao fim de 2011! 
Hoje mais duas dicas bacanas, para quem quer começar bem a semana, ou passar um tempo degustando textos...

9 de dez. de 2011

Encruzilhada (2)

(para quem não entendeu, aqui está o primeiro Encruzilhada)



Para onde foi meu mundo
Aquilo que eu conhecia?
Meus pilares, minhas certezas. 
Quem mexeu nelas?
Para onde foram?

7 de dez. de 2011

Não acredito....

Estamos em uma época em que valores são questionados, debatidos, solapados.. algumas pessoas tentam trazê-los de volta, outras praticamente "aceitam",com ar derrotista, que estamos em uma viagem sem volta para a falta total de princípios.

5 de dez. de 2011

Dicas da Semana # 19

  

As "Dicas " dessa semana, serão dicas de Tumblrs. Vale a pena conferir...




Quem escreve neste tumblr é o Leandro Leite, e segundo o próprio o tumblr é 

"Um pequeno espaço pra colocar um monte de coisinhas pessoais, quase como uma prateleira pra livros que eu não tenho. (Correção, eu fiz uma! :D)"

Pela descrição, nota-se que se pode achar toda sorte de postagens, desde desenhos, muitas imagens (é o que predomina), frases e até contos. 
Destaque (no meu ponto de vista) para  a série "O Inusitado Caso de Spencer", que já está em seu sétimo capítulo - li todos, e estou aguardando a continuação, muito bom! Uma história, como diz o título, inusitada.


ATUALIZAÇÃO ( 12/09/2013)  O tumblr Espaço do Tanatos, infelizmente, foi descontinuado, e até hoje não sei como terminou o bendito caso inusitado do Spencer (chuif). 

 

"Mantenha os olhos atentos e a cabeça erguida. A cidade quer se comunicar e tem algo a lhe dizer. Repare nos muros. Frases. Imagens. Intervenção. Inspiração. Reflexão. Arte. Pare. Pense."

Olhe os Muros é uma coletânea de fotos de muros, com pixações, grafittis, desenhos... passando mensagens de humor e reflexão. 

Segundo os autores do Tumblr, " Existem muros milenares que ainda hoje nos contam a história de povos antigos. Os muros sempre foram uma ferramenta, um instrumento de questionamento, provocação, humor, pensamentos, reflexões e arte."

O Tumblr também incentiva aos leitores, que mandem fotos de muros que acharam interessantes, porém de olho em algumas regras básicas. 


E então, gostaram das dicas? Há algum site, blog, tumblr... que você conheça e gostaria que fosse indicado neste espaço? Se tiver alguma sugestão, entre em contato!













2 de dez. de 2011

Oras, hora!


Hora de ir
Hora de voltar 
Hora de partir
Hora de chegar

Hora para lembrar
Hora para esquecer
Hora para criar
Hora para repousar

Hora para pensar
Hora para agitar
Hora para acalmar
Hora de descontrolar

Hora de aconchegar....
Hora para ser livre! 
Para sentir o sono macio, 
Para acordar feliz, para vadiar...

E a hora para simplesmente ser?!?

1 Imagem, Caracteres #472

 Boa noite!!!  Tudo bem com vocês?  Que semana, minha gente. Começando com alagamento em várias regiões do estado, dias sem aula (mas trabal...