Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2012

D's

Devaneios Delírios Desvarios Desassombro Dias de glória Dias de luta Dias vermelhos Dias cinzentos Descabelam Dissolutos Desemperram Descortinam Descobertas Doloridas Documentam Domesticam Doces digressões Destemperados dissabores Duros desafios Deixam Desviam Doloridos Desavisam Deslumbramentos Dúbios Doidivanas Decisões  

Depois Do Temporal

(Uns e Outros )   Essa noite quase acabou comigo e tudo a nossa volta Em meio ao furacão O amor se alimenta dos bons momentos, das horas felizes, justamente para ter forças na adversidade.    Já nem sei que armas eu usei Mas será que você sabe perdoar O amor que te feriu?  Somos humanos, somos imperfeitos, e sem querer  - ou até querendo - podemos magoar justamente quem mais amamos.  Você que sabe mais de mim Também quase acabou com tudo Rasgando o coração Muitas vezes a vida vai nos fazer cair, vai nos entristecer, muitas vezes nos decepcionaremos com as pessoas e conosco mesmos.  Mas é preciso ter a cabeça no lugar, saber que do mesmo jeito que momentos felizes não duram para sempre, os ruins também não são eternos. Cansado, feito em pedaços Escravo fui do teu discurso sem final Até amanhecer, mas Curo todas as feridas Saio e piso na manhã tranqüila Sem nem olhar pra trás O temporal passou E o dia quase amanheceu em paz. Em um relacionamento,

A Inveja Mata!!! (Blogagem Coletiva)

(clique NESTE LINK para ver quem mais está participando desta blogagem) A inveja mata.... Mata a alegria Mata a espontaneidade Mata a satisfação A inveja mata.... Mata por dentro Mata aos poucos Mata aos outros - também A inveja mata...  A vontade de crescer A vontade de ser melhor A vontade de ser feliz A inveja mata... Faz sofrer - desnecessariamente Faz remoer Faz ser cruel A inveja mata... Agonia Oprime Sufoca   A inveja mata... Cega Prende Desqualifica A INVEJA MATA A VIDA

5º Book Crossing Blogueiro - Com atraso!!!

Sim, demorei para postar... como também demorei para escolher os livros. EScolhi dois,  para fazer este BookCrossing. E dentro dos dois livros, o selinho criado pela Luz de Luma:   Imagem retirada do blog Luz de Luma, Yes Party ! Maaass, já dizia o ilustre desconhecido, o que vale é a intenção, então aqui estão os livros que vão viajar e deleitar outras pessoas, levando-as a viajar em seus mares de letras. Enfim, antes que eu canse seus olhinhos com tantas palavras derramadas em estilo rebuscado, vamos a eles!  1 - Do Ofício de Matar Bois - Werner Neuert Werner Neuert é um escritor aqui da nossa região (Médio Vale do Itajaí - SC). É uma coletânea de contos breves, reflexivos e profundos de certa forma, apesar de curtos. Esse livro deixei em uma agência bancária, hoje ao final da tarde.  2 -  Baús e Chaves da Narração de Histórias Um livro que me foi muito útil, quando fiz um curso para Contadores de Histórias (aliás, estou resgatando o costume de contar histór

Dados Interessantes.... Só que não

(Postado originalmente na minha página no Facebook ) - 90% das pessoas não acreditam em pesquisas, segundo pesquisa. - Segundo dados da Fundação de Apoio a Pesquisas Incompletas, a maioria das pessoas - A urina do gato brilha com luz ultravioleta (e quem pensou em fazer esse tipo de teste, afinal?)   - 100% das pessoas nascem analfabetas. - E também 100% das pessoas que se divorciam, antes foram casadas.    - Se você gritar durante 8 anos, 7 meses e seis dias, produzirá energia sonora suficiente para esquentar uma xícara de café.(Não recomendo um método tão demorado). - A pressão produzida pelo coração humano ao bater é suficiente para espirrar sangue a uma distância de 9 metros. (Por favor, não tentem tirar a prova) - Nesse exato momento há mais de 100.000.000 microorganismos se alimentando, se reproduzindo, nadando e depositando detritos na área em volta dos seus lábios. - E neste exato momento, você limpou a boca com as costas da

I Disappear

( Escrevi o que veio à cabeça, enquanto via o clip da música no youtube. Não há semelhanças com fatos reais, mas com pensamentos sim. Ahahha... .)     Hey hey hey Here I go now Here I go into new days Hey hey hey Here I go now Here I go into new days I'm pain, I'm hope, I'm suffer Yeah hey hey hey yeah yeah Here I go into new days E aqui vou eu, sem saber direito para onde. Ouvindo música, mascando chicletes, sentindo o calor do sol em minha cabeça. Aqui vou eu. Mais um dia,um dia comum. Haverá esperança de novos dias? Haverão novos dias? Hey hey hey Ain't no mercy Ain't no mercy there for me Hey hey hey Ain't no mercy Ain't no mercy there for me I'm pain, I'm hope, I'm suffer Yeah, yeah, hey, hey no mercy Ain't no mercy there for me Sigo o caminho, vendo tantas pessoas seguindo.. algumas para cá, outras para lá, sempre correndo. Sempre escravas do tempo que elas mesmas inventaram. Sempre lamentando

A Volta de Quem Não Foi

" Levava uma sacola ".  -E o que tinha na sacola? Recordações? Objetos de trabalho? Um Chiuahua? Uma faca? -Ah, não acredito, você de novo! Eu já não tinha dado um destino a você? - Justamente, você disse - melhor, escreveu - que sou dono do meu destino.  - E por isso você achou que seu destino era voltar para cá! - Justamente.  - E posso saber por que? - Resolvi ser o paladino dos personagens de ficção. Não quero que sua mente doentia crie mais personagens apenas para depois jogá-los em situações constrangedoras e indefinidas. - Bem, enquanto você me atrapalha, não posso continuar a história. Então, a indefinição do pobre personagem recém-criado que levava uma sacola, lá na primeira frase, é culpa sua!  - Você me criou. A culpa é sua.  - Então, por favor para de me atormentar! - Eu faço parte de você, lembra? Eu sou você. Você está se auto-atormentando.Na verdade você não sabe como continuar o conto que começou, não definiu a importância da sacola na vida da pe