Pesquisar este blog

19 de out. de 2013

Nota Breve

Oi, pessoinhas que visitam o blog regularmente, visitantes novos, criaturinhas que acabaram de conhecer o blog agora porque digitaram um termo qualquer em sites de busca e acabaram parando aqui mesmo!!!


Vou dar um tempo nas redes sociais, porque preciso me concentrar e terminar alguns projetos particulares - está difícil manter o foco.

Os blogs vão continuar, pelo menos as blogagens coletivas como " Uma Imagem, 140 Caracteres ( confiram abaixo) e algumas postagens programadas.
Se quiserem entrar em contato, podem utilizar e-mail ou deixar recado no Face mesmo, pois serei notificada por e-mail. Demorarei a comentar nos blogs parceiros, mas assim que voltar dou um alô! 

Até logo e que a força esteja com vocês! ( ahauhaua)

18 de out. de 2013

1 Imagem, 140 Caracteres # 23






Preciso anotar rápido essa ideia que tive. Porque se não escrever agora, esqueço logo!



Minha participação nesta 23ª Edição de "Uma Imagem, 140 Caracteres". Clique e confiram quem mais está participando!

14 de out. de 2013

A Utopia e a Caipirinha

 - Utopia, utopia.Essa é a palavra. Sabe, utopia, do grego lugar nenhum? Então.Utopia é caminhar, caminhar e nunca chegar ao destino. Tipo sabe aqueles desenhos animados em que penduram uma cenoura em um fio, amarram em uma vara comprida e ficam colocando na frente do cavalo para que ele tente pegar a bendita cenoura enquanto puxa a carroça? O pobre cavalo nunca vai alcançar a cenoura, mesmo assim anda, anda e anda e enquanto isso vai puxando o peso da carroça atrás dele enquanto o cocheiro fica de boa segurando a tal da vara. E isso sabe-se lá por quanto tempo. A não ser que de alguma forma  a vara quebre, aí a cenoura cai no chão e o cavalo finalmente consegue saborear a bendita para logo depois descobrir que uma cenoura só não mata a fome e ter de procurar algo mais para comer.
A gente é esse cavalo, puxando um peso atrás de nós sem perceber, ou até mesmo percebendo mas achando normal  enquanto persegue  uma cenoura. Se consegue alcançar o que queria, não fica satisfeito  e sai perseguindo outro sonho.Até chegar no caixão, aí não tem mais o que caminhar. Dá para entender por que dizem que as pessoas vão descansar em paz nessa hora, depois de passar a vida toda caminhando! Eu vou pular fora deste sistema, não quero cenouras e não vou puxar carroça coisa nenhuma. Mas não era disso que eu queria falar. Devaneei demais,deve ser a caipirinha, acho que esta é a quarta.
Eu prometi que não ia dar vexame hoje, sabe. Hoje é o casamento do meu filho. Mas há tempos não coloco uma p***a de uma gota na boca, e se uma festa como essa não é motivo para beber, então não sei o que é. Não preciso dirigir hoje, não vou trabalhar amanhã, estou feliz porque meu filho está casando, então me deixem beber, caramba! Eu não vou dar vexame, meu esposo me fez prometer. Epa, ele está passando, deixa eu esconder o copo. Oi, querido, estou tão feliz! Pronto, ele passou, deixa eu pegar essa caipirinha que está muito boa.
Minha nora é um doce de pessoa, claro que estou feliz pelo casamento. O que posso dizer dela além disso? Claro que achei estranho o dia em que entrei no banheiro que estava com  a porta destrancada e a vi cantando wisky a go-go nua usando o escovão da privada como microfone, mas mesmo assim ela é ótima, caiu do céu para meu filhote. Eu não te conheço, deves ser convidada da noiva, né? Então esquece o que eu falei, dá um desconto que a culpa é da caipirinha. Garçom, me vê mais uma,se tiver caipiruva melhor ainda. Festas assim fazem a gente se sentir viva, não é? Meu Alex ainda esses dias atrás era um pirralhinho, agora está casando, está mais alto que eu  e é tão lindo que se não fosse meu filho eu dava uma piscadinha. A música também está boa,assim que passar a tonteira vou dançar. Quero arrastar meu marido que há tempos não quer dançar nem valsa para a pista, se ele não vier vou com outro. Eu quero dançar, quero fazer festa e rir bastante, não vou casar outro filho então tenho de aproveitar hoje. Ah, sim, meu marido há tempos não dança e até para outras coisas tá difícil de sair da rotina, mas não espalha, eu falei que hoje não ia dar vexame. Vou terminar esta caipirinha e pronto, jogar uma água no rosto e fazer um brinde aos noivos, mas acho que já fizeram. Ei, você é legal, mas até agora não falou nada. Nem seu nome eu sei. Olha prá mim, guria. Nossa... você me é familiar. Por que tá abrindo a boca ao mesmo tempo que eu mas não fala nada? Ei, nem te cumprimentei antes, prazer.. nossa, que pele fria. E dura.. mas você não tem cara de vampira.  Estamos usando o mesmo tipo de vestido. Caramba, eu tenho uma irmã gêmea perdida! Dá aqui um abraço.... ai!!!Cara***,  você é um maldito espelho! Fiquei falando sobre mim para meu reflexo, que raiva, toma, espelho de m***a que me fez perder tempo! Ué, por que a música parou? Calma, Alessandro, eu estou bem, que esposo dedicado você é, eu só estava brigando comigo, é uma longa história. Sim, minha mão está doendo, mas tá tudo bem, é só um pouco de sangue, tem um pano aqui para limpar, epa, era meu vestido. Vou ao banheiro me lavar e vou estar nova em folha logo. Não, eu não vou dar vexame, caramba, eu quero me divertir, é a festa do nosso filho e estou feliz! Dá para deixar de ser chato e dançar comigo pelo menos hoje? Qualquer coisa,quero sacudir! Não, não quero ir para o carro. Quem está dando vexame é você, Alessandro, que vergonha não me deixar ficar na festa do meu próprio filho! Daqui eu não saio, hoje vamos dançar.
 Ah, depois quero te apresentar uma pessoa, que é um reflexo... ah, pera aí, ela quebrou. É uma longa história. Um brinde aos noivos e por favor toquem whisky a go-go mas escondam as escovas de privada!

12 de out. de 2013

Dia das crianças


 Sempre lembro da minha infância quando chega este dia. (não, não esqueço os alunos, mas é que bate uma nostalgia às vezes)
 As imagens a seguir são as que vem à cabeça quando lembro de minha infância.

Quem é da minha época vai entender o porquê.


Meus pais tem uma assim até hoje, eu adorava ver o capim entrar inteirinho e sair em pedaços do outro lado.. sem falar que eu catava os pedaços de cana e chupava, ahauhaua.
Hum.. correr pelos pastos e roças, catando frutinhas de toda sorte! Essas aí do lado
 são muito boas!













Goiabas... ah, a goiabeira era boa não apenas por causa das goiabas, mas também para criar mil e uma brincadeiras com os amigos,, balançar-se, amarrar cordas,esconder-se das vacas e o que mais a imaginação mandasse.





Outra frutinha ótima,além é claro do fato da árvore aguentar nosso peso.
Meus avós tinham uma dessas: um debulhador manual de milho! Era muito divertido utilizá-lo.
Eu vivia subindo em árvores!





















Minha avó materna plantava morangos. E era uma festa para nós, os netos, toda vez que íamos lá!

Ainda tenho essa boneca!
 Mas a caminha, coitada, já era.











 Minha primeira bicicleta era assim. Levei muuitos tombos até aprender a pedalar sem perder o equilíbrio, e o fato de ser baixinha também não ajudava muito, kkkk.


As espigas de milho eram outra coisa que estimulava a minha imaginação, eu vivia criando "penteados" para os "cabelos" do milho.


Esses objetos aqui eram muito interessantes juntos. Mas a máquina ao lado era bem mais atrativa quando a utililzávamos para fazer biscoitos de araruta. Escolhíamos a forma para os biscoitos, acoplávamos na máquina e ficávamos olhando a massa sair do outro lado. Era fascinante! ( também aproveitávamos e pegávamos a massa crua para brincar de modelar nossos próprios biscoitos e vê-los assados depois)



A velha brincadeira do telefone sem fio, que sempre rendeu e vai render muitas risadas!

Ah, e a imbatível brincadeira de esconde-esconde! Eterna!!!










Nossa, usei muito dessas fichas no final da infância!






Até mais, povo!!! 

10 de out. de 2013

BC Musical da Dani Moreno - Música Sertaneja


Clique no banner para conferir o blog da Dani Moreno!


Há muitos tipos de música sertaneja, e muita gente que não concorda a respeito deles. Para alguns, sertanejo mesmo é a música de raiz, o sertanejo tocado pelas diversas duplas existentes como Chitãozinho e Xororó, Milionário e José Rico, Sérgio Reis. Para outros, sertanejo universitário é uma variante da música sertaneja e deve ser considerada assim. Outros, já consideram como música sertaneja apenas a caipira. 
Do mesmo modo que outros estilos musicais, o sertanejo também tem muitas variações. Aliás, a variação musical de nosso país é muito rica, ou seja, tem música para todos os gostos! 

Mas vamos deixar de blábláblá e postar logo algumas músicas sertanejas. 




Tonico e Tinoco foram um marco na música sertaneja, e não poderia deixar de postar uma música deles:

Tristeza do Jeca - Tonico e Tinoco



Gosto da letra dessa música:

No dia em que eu saí de casa - Zezé di Camargo e Luciano (



Ah, essa música sempre me vem à cabeça quando penso em música sertaneja:

Menino da Porteira - Sérgio Reis



Poderia citar outras músicas, mas vamos deixar os demais participantes da BC se manifestarem! (Aliás, já se manifestaram, eu que postei aos 45 do segundo tempo, ahauhauahua!)

Até mais, povo, e boa sexta-feira a todos!!!

2 de out. de 2013

Recado de mim para mim mesma, antes que as letras inundem minha massa cinzenta e quebrem de uma vez a fina linha que separa normalidade de insanidade

Oi, aqui sou eu, seu alter-ego escritor que não gosta de ficar parado, que tem imaginação febril e cujos dedos martelariam incessantemente no teclado, se fosse dada a oportunidade.
Escrevo para dizer que estou farto de ficar confinado dentro de seu cérebro, e preciso que você volte a escrever aqueles textos bem elaborados e com toques de bom humor que foram sua marca registrada na blogosfera, ou pelo menos que te destacaram entre seus três ou quatro seguidores, como diz o Jaime Guimarães.
Pelo amor de tudo o que é sagrado, desembote sua mente e volte a escrever!!!!

Por que você deixa sua capacidade criativa afundando em um puffe confortável, deitada eternamente em berço esplêndido, enquanto seu blog vai emagrecendo,deixando de se alimentar com várias postagens inconclusas acumulando-se nos rascunhos do blog, perdendo-se no limbo das promessas de finalização que não são cumpridas, caramba!!! 
O trabalho está tirando sua capacidade de abstração, ou são as redes sociais que te tiram a vontade de escrever? 
Sei, você está em uma fase em que prefere ler a escrever, mas se você não tirar pelo menos algumas das ideias que tens ali na cachola, onde aliás estou aprisionado também, corre-se o risco de uma erupção. Erupção de ideias costuma ser um conceito bom, mas tenho medo delas. Analogamente a uma erupção vulcânica, ela costuma ser assustadora e arrasadora, nem sempre no sentido bom. A panela de pressão precisa ser aliviada, lembra da história das batatas que acabam voando da panela e grudando no teto? Quer que aconteça comigo? 
Para de compartilhar bobagens nas redes sociais e de procurar bobagens para rir, e me deixa sair daqui, preciso respirar!!!

Primeira imagem que apareceu quando inventei de digitar "cara de paisagem" no Google





Marina assumindo o controle a partir de agora:

-  Bem, depois desse puxão de orelha só me resta tomar vergonha na cara... mas vou ficar devendo a participação na BC da Dani Moreno desta vez. 

O que importa é que a peteca não vai cair tão cedo.

I' ll be back!!!

( kkk...#eunãopresto)

1 Imagem, Caracteres #472

 Boa noite!!!  Tudo bem com vocês?  Que semana, minha gente. Começando com alagamento em várias regiões do estado, dias sem aula (mas trabal...