Pesquisar este blog

2 de dez. de 2022

1 Imagem, Caracteres #472

 Boa noite!!! 

Tudo bem com vocês? Que semana, minha gente. Começando com alagamento em várias regiões do estado, dias sem aula (mas trabalhando de casa) e a correria para deixar tudo encaminhado para a formatura das crianças de pré-escolar amanhã, a sexta-feira chegou e já é noite! 

Espero que tenham passado boa semana! 


Não quero fazer com que esperem mais, então vamos à nossa imagem? 



Imagem: uma pilha com quatro cadernos com espirais em plástico. Os cadernos tem o tamanho de uma folha de papel ofício e diferentes grossuras. 


Anotações, lembretes, conjecturas, escrevinhações

Passado, presente, futuro

Ideias, interrogações

Calhamaços em reflexões.



Até a próxima!!!



25 de nov. de 2022

1 Imagem, Caracteres # 4 71

 Bom dia, povo! 

Escrevo depois de resolver assistir uma parte do jogo da seleção brasileira na Copa do Mundo, mesmo dizendo que não tinha entusiasmo nenhum para tal. Mas enfim, até para mim que não costumo acompanhar, ô gol bonito o segundo, hein? 

Espero que vocês estejam bem! 


Já que essa semana temos um símbolo nacional sendo utilizado por mais pessoas além das que pedem democracia através de um golpe, pensei em usar essa imagem abaixo: 


 


Descrição: uma bandeira do Brasil que está se rasgando nas bordas, hasteada e agitando-se ao vento. Ao fundo, o céu totalmente azul. 


Ah, nossa querida bandeira tão vilipendiada! 

Ainda assim, continua dançando ao vento! 

Esperança existe! 


Bom final de semana!



19 de nov. de 2022

1 Imagem, 140 Caracteres #470

 Bom dia, boa tarde, boa noite, olá! 

Estava programando minha postagem ontem e minha rua todinha ficou sem energia elétrica... enfim. 

Agora finalmente, depois de um dia atarefado, consegui chegar na frente do computador para mais esta edição de nossa blogagem coletiva semanal! 


Espero que vocês estejam bem! 


Vamos à nossa imagem?



Descrição: um aparelho celular moderno, com a tela bastante rachada e riscada, sobre uma superfície imitando tábuas de madeira. 


Tanta informação na palma da mão, 

porém por um descuido agora não consigo ler! 


Bom final de semana!






11 de nov. de 2022

1 Imagem, 140 Caracteres #469

 Bom dia! 

Tudo certo? 

Aqui.. frio em novembro! Ontem pareceu novembro de verdade, pois até a metade da semana parecia inverno aqui. A primavera não conseguiu se mostrar ainda, rsrsrs. 

Enfim, agora que já enrolei falando de amenidades, vamos à escolha da imagem da semana e fico aberta aos puxões de orelha por não ter visitado os blogs amigos nesta semana que passou 😜. 


Imagem obtida no site da revista Pequenas Empresas, Grandes Negócios.


Descrição: imagem mostrando o vulto de uma pessoa adulta de costas, de pé, com braços abertos para o alto Ela segura em cada mão uma muleta, em um gesto de vitória. A pessoa se encontra em um gramado e ao fundo se vê o céu limpo com várias tonalidades entre azul e laranja. 

 

 ....

 

Eu sabia que esse dia chegaria! 

O tratamento demorou,as dores foram muitas. 

Mas tudo valeu a pena!   

 ...

 

Tenham um ótimo final de semana! 

 

 

4 de nov. de 2022

1 Imagem, 140 Caracteres # 468

 Bom dia, boa tarde, boa noite! 

Tudo bem? 

Espero que esta semana, apesar do feriado que pesa no coração de muitos de nós, tenha sido um pouco mais leve. 

( E e desculpem, ainda estou rindo dos memes feitos com o senhor que se pendurou na frente de um caminhão...) 


Mas vamos ao que vocês esperam aqui nas sextas-feiras? A nossa imagem da semana!!!


Imagem obtida no site Guia do Construtor

Imagem: entulho  - restos de construção - jogados ao lado de uma rodovia movimentada.


Contemplando o que um dia foi seu lar, o agora viajante seguiu. 

Não haviam mais capítulos a serem escritos ali. 


Bom final de semana a todos!



28 de out. de 2022

1 Imagem, 140 Caracteres #467

 Bom dia a todos! Espero que estejam bem! 

Aqui esperando e torcendo por dias mais calmos, mesmo sabendo que a situação no país leva a gente até a questionar nossa própria sanidade, ahaha. 

O mês de outubro está quase se despedindo e com ele terminando uma campanha política tensa. Abrindo um parênteses aqui: vote! Não foi no primeiro turno? Pode ir no segundo sem problema!

E como outubro está quase acabando e novembro batendo às portas, muitos de nós estamos preparando-nos para relembrar pessoas queridas que nos deixaram... e a imagem desta edição remete a esta data. 


Imagem obtida no site da NSC

Descrição: um cemitério no qual as lápides estão em um chão gramado. Em cada plaquinha, um vaso de flores. |Destaca-sem flores roxas e rosas, pequenas.  Bem ao fundo, de forma pouco nítida, notam-se pessoas circulando ou apenas sentadas e um carro branco. 



Aqui espero. Aqui descanso.

 Aqui permaneço. Para sempre? 

Quem sabe? 


Bom final de semana, paz e esperança a todos! 



26 de out. de 2022

Só desabafando

 Agora, uma reflexão em forma de historieta:

Maria (vamos chamá-la assim por ser um nome bem comum) recebe um salário mínimo. 

Como temos visto nos últimos anos, o salário mínimo não está tendo um crescimento real a ponto de suprir as demandas de Maria. 

Ela se deparou com sucessivos aumentos de preços no supermercado e o bolso sente bastante na compra do mês. 

Maria comprava leite a R2,00, filezinho de frango a R$ 12,00, pão a R$ 4,00... isso no início de 2021. Ainda com a pandemia rolando e a vacinação apenas começando. 

Hoje em dia, o leite está R$ 5,00 ( o mais barato, Maria trocou de marca), o filezinho mais barato está  R$ 21,00 e o pão já está chegando a R$7,00. 

O salário dela continua praticamente o mesmo, pois o reajuste foi pequeno e não deu conta, quase diluiu. Enquanto isso, os patrões de Maria, que não puderam aumentar seu salário "por conta da pandemia" mas conseguiram trocar de carro "apesar da crise", postam nas redes sociais a seguinte frase: " Para mim nunca falta carne, pois eu trabalho". 

Ou seja, para muitas pessoas que postam a "linda" frase acima, denotando uma enorme falta de empatia, quem ganha salário mínimo não está mais comprando carne como antes não porque o dinheiro não basta, mas porque "não trabalha"? É isso, produção? 


Milhares de Marias, de Josés, de Antônios, estão aí trabalhando 30, 40, 44 horas por semana, com salário fixo ou não, batendo ponto ou correndo risco em lugares diferentes todos os dias, às vezes mal conseguindo pagar todas as contas e ainda se alimentar de forma pouco satisfatória, mas quando dizem que gostariam de sonhar com um pouco mais têm de ouvir: "Não se ganha nada de mão beijada, se você trabalhar não falta nada". 

Falta de empatia, de consciência de classe, de compaixão. 

Infelizmente conheço muita gente com essa falta de consciência. 

Monstros? Não. 

São pessoas que também trabalham o dia todo.  Ganham um pouco mais que o salário mínimo e não tiveram de reduzir suas compras, pois o encarecimento de produtos básicos as afetou menos que a outras pessoas. São pessoas batalhadoras, muitas vão à igreja, realizam seus trabalhos com honradez, cuidam de suas famílias, são pessoas bem vistas: o senhorzinho aposentado que varre a calçada todos os dias, a professora que não percebe o quanto a Educação foi prejudicada nos últimos anos, o médico de confiança de centenas de famílias que não percebe o problema desse tipo de pensamento. Por que? Porque estas pessoas ainda enxergam de forma superficial os problemas que assolam a vida de milhares de outros brasileiros. A noção de coletivo destas pessoas está embotada e não é por causa do atual presidente. Elas já eram assim, foram criadas e aprenderam a pensar desta forma. O bolsonarismo apenas ampliou o alcance deste tipo de pensamento, reverberado pela internet que ligou estas pessoas com pensamentos reacionários umas às outras, criando um grande coletivo. 

Não são pessoas realmente ruins. Mas o fanatismo e o ódio cego a algumas denominações partidárias,minorias, profissões, locais de moradia, entre outros, engessam o pensamento delas. 

Fico triste com tudo isso, pois vejo um estrago que custará muito  tempo para ser reparado. 


1 Imagem, Caracteres #472

 Boa noite!!!  Tudo bem com vocês?  Que semana, minha gente. Começando com alagamento em várias regiões do estado, dias sem aula (mas trabal...